Na contramão, Zissou fecha loja durante a Black Friday

23 de Novembro de 2018

Startup decide inovar em favor de um estilo de vida mais saudável e menos consumista

Atenta ao fenômeno e ao ambiente de estresse e filas, que é presente nesta época do ano, principalmente durante a Black Friday, a startup Zissou encerrou suas operações para que as pessoas curtam o dia de uma forma diferente, fugindo dos elementos caóticos que o período representa. 

De acordo com um dos fundadores da empresa, Ilan Vasserman - "A euforia da Black Friday vai contra o nosso propósito de redefinir a relação das pessoas com o sono. [...] Preferimos prioriazar a saúde do que tomar proveito de uma data para acelerar vendas".

Os números não mentem, a data de varejo mais importante do ano, de fato, atrapalha o sono dos consumidores. Em estudo elaborado pela Social Miner, no ano passado, um dos principais picos de acessos no e-commerce foi registrado às 5 horas da manhã. O levantamento desenvolvido pelo buscador Zoom identificou que o fluxo mais intenso de compras foi durante a madrugada: 45% dos interessados procurando ofertas e finalizando pedidos entre 0h e 4h.

Pensando nisso, a startup fechou seu site e deixou sugestões de formas mais legais para aproveitar o período.

Clique aqui e confira.

Notícias Relacionadas