Publicidade
Marketing one-to-one: cliente informado merece tratamento personalizado
03 de Novembro de 2014

Marketing one-to-one: cliente informado merece tratamento personalizado

Publicidade
Twitter Whatsapp Facebook

Vivemos em um mundo marcado pela concorrência e competitividade cada vez mais acirradas. A explosão da internet fez desaparecer qualquer barreira intransponível; seja entre pessoas, entre mercados ou entre uns e outros.

A postura das empresas com relação à sua clientela vem sofrendo alterações cada vez mais significativas ao longo dos tempos. Antes dos anos 60, o varejo e mesmo a produção eram praticadas em uma base individual.

Publicidade

As empresas tinham orgulho em manter relacionamentos especiais e duradouros com seus clientes. Tais relacionamentos mantinham os clientes fiéis às empresas. Ainda nos anos 60, 70 e 80, esses relacionamentos individuais parecem ter sido sacrificados em favor da produção em larga escala. Hoje, perante os avanços tecnológicos, à globalização e à competitividade, estão surgindo novos comportamentos e desafios ligados ao produto, ao serviço ou à marca.

No centro de toda essa realidade encontramos um cliente mais informado, e que deseja, ou melhor, exige uma qualidade e desempenho superior, priorizando excelência no atendimento e exclusividade.

O cenário do mercado atual está caracterizado pela competição, disputas, avanços tecnológicos, globalização. O mercado demanda que se faça uma releitura no modo de tratar o cliente, e é nesse contexto que surge o marketing one-to-one, ou marketing personalizado.

Independentemente da terminologia a ênfase é a mesma. Precisamos reconhecer e tratar cada cliente de forma individual e conduzir os negócios de forma cada vez mais sob medida, não importando o tamanho da empresa.

As redes sociais são uma ótima ferramenta para essa personalização do atendimento ao cliente. Quando feita de forma correta os impactos são impressionantes. Pelo fato de adotar uma linguagem mais humanizada, a marca acaba construindo uma situação amigável com o seu cliente, e isso resulta em boas indicações e principalmente em fidelidade, algo extremamente necessário em tempos de tamanha competitividade.

Cá entre nós, publicitários, não pense apenas em quão legal pode ser o conceito da sua campanha, vivemos em novos tempos. Hoje, mais que fazer um anúncio criativo, devemos pensar em como as nossas campanhas irão fortalecer o relacionamento da marca que atendemos com o público que ela pretende atingir!

14-09-02-assina-aa-vilton

Publicidade
Publicidade