Maka.Branding apresenta metodologia própria de entrega e esclarece a importância do Branding no desenvolvimento de marcas

31 de Outubro de 2018

A TXM Branding é uma metodologia de design que busca entender a história da empresa, suas necessidades e ideais, descobrindo o DNA da marca e contextualizando-o dentro do mercado e seu posicionamento

Existem algumas estratégias de marketing que permitem que as empresas se posicionem no mercado de acordo com as suas necessidades, divulgando serviços e produtos de maneira eficaz. Para o fundador da Maka.Branding de Blumenau (SC), Leandro Werner, o processo vai muito além do logotipo, trata-se de uma metodologia de gestão de marcas, visando aproximar empresas e consumidores por meio da empatia.

A empresa possui uma metodologia própria de entrega, a TXM Branding, que auxilia na gestão e criação de marcas com mais valor perante os consumidores. “Alguns estudos mostram que as marcas que incorporam experiências tangíveis e intangíveis em sua identidade de marca têm 96% mais chance de memorização imediata”, ressaltou Werner. “O branding é fazer com que as empresas reafirmem seu compromisso com seus consumidores em todos os seus pontos de contato, tornando cada experiência única”, completou.

Desenvolvida dentro do LOGO/UFSC (Laboratório de Orientação da Gênese Organizacional da Universidade Federal de Santa Catarina), o recurso consiste em uma metodologia de design que busca entender a história da empresa, suas necessidades e ideais, descobrindo o DNA da marca, partindo posteriormente para a sua contextualização dentro do mercado e seu posicionamento.

O objetivo é proporcionar o desenvolvimento completo de marcas e conectá-las com seus consumidores. A metodologia funciona desde a construção do DNA até a entrega final da construção de experiências visuais e estratégias de marketing e penetração no mercado. O especialista ressalta que o processo consiste na utilização de três etapas fundamentais: Think, Experience e Manage.

Na etapa “Think” toda a essência e o DNA da marca são pensados em conjunto com os stakeholders. A etapa é o ponto principal para a elaboração de todas as demais experiências que serão criadas. Neste período também são definidos os conceitos de posicionamento, propósito, definição do portfólio de produtos, as personas que serão interpretadas e todas as conexões da organização.

“Criar experiências de marcas que reflitam o real DNA da organização, desenvolvendo atmosferas e aproximando consumidores da cultura organizacional, são parte fundamental da segunda etapa do processo, denominada de “Experience’”, afirmou Werner.

Após a criação destas sensações por meio de projetos visuais, a adequação da linguagem do consumidor, endomarketing e transformação de todas os pontos de contato em um show case, são o principal objetivo desta etapa. É preciso criar sensações únicas que reflitam toda a essência da organização.

O último passo é adequar as experiências e entender quais os melhores canais para gerenciar a interação com os consumidores. O fundador do Maka.Branding ressalta que a etapa nomeada de “Manage” tem o objetivo de pensar estrategicamente para compreender e planejar a adequação e coordenação dos canais on-line e off-line, compreendendo o status de influência e penetração da marca no segmento, além de colocar a sua disposição toda a expertise no meio digital.

A construção do branding não é fácil, mas, se realizada de forma eficaz, o processo proporciona inúmeros benefícios para a organização. O branding deve acontecer de dentro para fora, sustentado pela essência da empresa, transmitindo ao público a verdadeira essência daquela marca.

“É importante lembrar que o branding não é algo a ser desenvolvido apenas por marcas jovens ou que estão entrando no mercado, o desenvolvimento de ações de branding se torna cada vez mais necessário no mercado atual. As marcas já consolidadas no mercado também devem usar as ações de branding para modernizar e renovar o seu posicionamento no mercado”, finalizou.

Saiba mais sobre a metodologia da Maka.Branding em makabranding.com/