ENGIE Brasil Energia celebra 20 anos em evento do LIDE SC

19 de Setembro de 2018

Empresa que tem sede em Florianópolis faturou R$ 7 bilhões em 2017

Foto: José Somensi Fotografia

Ter a Engie escolhido Florianópolis para sua sede é um orgulho para todos nós. Foi dessa forma que alguns convidados se manifestaram ontem, 18/09, após palestra do presidente da Engie Brasil Energia durante almoço debate promovido pelo LIDE na FIESC.  

Eduardo Sattamini, presidente da ENGIE Brasil Energia, dividiu aspectos importantes da história da companhia que a consolidaram como a maior geradora privada de energia elétrica do Brasil. Com uma gestão pensada no crescimento com responsabilidade financeira a empresa alcançou um retorno total de investimentos desde o início das operações de 115 vezes, além de receitas de R$ 7 bilhões e lucro líquido superior a R$ 2 bilhões em 2017.

Diversificação
Vislumbrando um futuro de crescimento das energias limpas a companhia iniciou em 2016 a geração solar distribuída, sendo que, atualmente, detém uma fatia de 10% desse mercado. “Estamos focados em fontes renováveis, com criação de plataforma e infraestrutura de geração com maior alcance de clientes. Esse é o nosso foco para o futuro”, revela Sattamini.

A diversificação de mercado, com a aquisição de empresas de vocações distintas, é outro aspecto presente na ENGIE e que deverá ganhar ainda mais força nos próximos anos. Atualmente, a Engie em parceria com a ACATE, testa em Florianópolis uma tecnologia para monitoramento da mobilidadde urbana da cidade.

O presidente do LIDE Santa Catarina, Wilfredo Gomes, destacou a importância da empresa no contexto catarinense e brasileiro. “É justo prestarmos essa merecida homenagem a uma das maiores companhias do setor no País. No mais, a oportunidade de ouvir o presidente Eduardo Sattamini, conhecer a história e principalmente o que está sendo planejado para o futuro da ENGIE, é um grande privilégio para todos os filiados e convidados do LIDE Santa Catarina”.