Como funciona o negócio bilionário de personalização de tênis

15 de Setembro de 2020

Forbes estima que o mercado de revenda de tênis seja estimado em mais de US $ 1 bilhão anualmente

 

Já faz tempo que os tênis são mais do que uma simples moda 
eles mostram também um modo de andar no mundo e como
o seu olhar está voltado para a moda.

 

Por isso, ter um tênis personalizado tornou-se regra para quem quer ser diferente em um determinado círculo social. Isso fez com que muitas pessoas deixassem seus empregos e criassem empresas especializadas na personalização de tênis – e essa prática pode render muito dinheiro, segundo uma reportagem do site da Sneaker Breaker..

Esse é um movimento que impulsiona um outro mercado, cada vez mais forte na Europa e nos Estados Unidos: a revenda de tênis, que utiliza peças novas ou usadas, personificadas ou integralmente originais. 

Existem muitas maneiras de revender tênis: no corpo a corpo, em grandes varejistas listá-los em sites como o Mercado Livre.

Um dos grandes revendedores do momento no mundo é o JV Ortiz, que consegue faturar mais de dez mil dólares por mês apenas negociando modelos de tênis. Em reais, ele receberia em torno de R$ 50 mil –  mais do que ganham juízes do Supremo Tribunal Federal, a mais alta corte do Judiciário brasileiro.

Ortiz afirma que começou a desenvolver uma ideia de para entender como as marcas revendiam seus tênis. "Percebi que no eBay [site de compras dos EUA], itens novos estavam sendo vendidos abaixo dos preços de varejo, então, para lucrar com meu estoque de usados, eu teria que encontrar um grande desconto", diz.

"Pesquisando no eBay, eu filtrei estritamente por preço e não por marca. Eu estava procurando por itens que estavam sendo vendidos por cerca de US $ 500-1000 com os quais eu pudesse lucrar. Para minha surpresa, no reino de $ 1000, entre as bolsas de luxo de marca e outros itens obviamente caros, havia um par de Nikes", afirma o negociante.

Ortiz afirma que conseguiu otimizar suas buscas e, com isso, encontrar ofertas mais atraentes. Por outro lado, conseguia revender esses tênis com argumentos sólidos por preços mais altos, o que geravam uma margem de lucro cada vez maior para os seus negócios.

Ortiz não é o único envolvido nesse negócio. A Forbes estima que o mercado de revenda de tênis seja estimado em mais de US $ 1 bilhão anualmente . O mesmo artigo da Forbes observa que o mercado internacional de tênis cresceu 40% desde 2004.

Notícias Relacionadas