2021: Cenários, Tendências, Insights | por Cláudia Janjar, Iguatemi Florianópolis

29 de Dezembro de 2020

Engenharia digital, experiência do usuário e o fim das barreiras geográficas

Em 2020, a engenharia digital alinhou-se definitivamente com o marketing e este movimento elevou o nível de estratégias e ferramentas para a administração dos negócios em escalas até então pouco exploradas no segmento do varejo. Big Data e novos softwares de soluções integradas para gerenciar informação possibilitaram mais conhecimento do comportamento de compra dos consumidores para tomada de decisão em novos projetos. Foi dentro deste contexto, em constante aprimoramento, que a área de marketing do Iguatemi Florianópolis orientou seu trabalho em um ano em que, pela primeira vez na história, o shopping teve suas “portas fechadas”.

 

Delivery, drive thru, Whats App como canal de vendas, vitrine virtual no Instagram, marketing de influência, hub no site que possibilitou o contato direto entre clientes e lojas e marketplace, foram alguns dos desafios da era digital para o segmento de shopping center que iniciaram neste ano e seguem em 2021. A inovação dominou o setor e foi ainda mais acelerada quando ocorreram os movimentos de combate à pandemia e autoridades governantes delimitaram novos rumos de organização social e comportamental. As empresas, surpreendidas, se viram obrigadas a tomar medidas de reorganização de escalas de trabalho, férias de colaboradores, entre outros e, rapidamente, adotaram novas práticas de venda por meio de plataformas multicanais. Desenvolvedores, webdesigners e programadores, além de outros profissionais da comunicação, nunca tiveram tanta oportunidade de trabalho para suprir a nova demanda oriunda do lockdown mundial.

 

Apesar das inúmeras perdas e consequências, foi neste contexto que se potencializaram as tecnológicas plataformas de marketplace que, mês após mês, aumentaram sua representatividade dentro da participação das receitas do varejo, garantindo uma renovação em grandes proporções da base de clientes dos lojistas. Com sua capacidade de transpor os limites físicos e geográficose representar o escalonamento de vendas e de agregar novos formatos de logística, este mercado online possui orientação voltado para a “UX” (experiência do usuário), promovendo a união de experiências de compras nos ambientes físico e digital. Conveniência tornou-se ponto-chave dos pilares de entrega de valor das marcas, proporcionando ao cliente comprar onde, como e quando quiser.

 

No próximo ano, 2021, trabalharemos fortemente para consolidar os projetos de inovação que surgiram com os desafios deste ano, considerando as pessoas como prioridade. A liderança e a gestão possuem papéis fundamentais no apoio e desenvolvimento das equipes de marketing. Será o período para manter o foco no comportamento do usuário no ambiente online, sem desconsiderar o físico e promover essa sinergia a todo momento. Será necessário buscar, cada vez mais, convergência nas estratégias para que o cliente encontre o que procura, de forma prática e com atendimento qualificado em todos os canais. Além do digital, seguiremos fortalecendo o incremento do mix de lojas e realizando eventos constantes, com os cuidados necessários do atual cenário. Manter o otimismo frente ao desconhecido e apoiar os lojistas no atingimento dos seus resultados é o que buscamos frente ao marco destes novos tempos.

Cláudia Janjar é gerente de marketing do Shopping Iguatemi Florianópolis

Notícias Relacionadas