Publicidade
Espetáculo aborda relações de poder e violência contra a mulher
18 de Setembro de 2023

Espetáculo aborda relações de poder e violência contra a mulher

Evento ocorre no dia 22/9, na UFSC, às 20h

Publicidade

O espetáculo “A mulher do general e a outra” é promovido ao dialogar com temas latentes em nossa sociedade, abordando sobre o domínio do patriarcado e o lugar da mulher, apresentando ao final um sopro de esperança num movimento de sororidade entre elas.

A peça se passa em uma cidade interiorana do Brasil no início do século XX, adaptada a partir da obra homônima de Iur Gomez, e com dramaturgia original desenvolvida por Sulanger Bavaresco, coloca em cena ares contemporâneos em seu enredo. Concebida durante a pandemia, com estudo do texto, criação dos personagens e ensaios totalmente de forma virtual, com todas dificuldades possíveis e que logo foram superadas na primeira apresentação pelo comprometimento e entrosamento do elenco.

Publicidade

Contando com um total de 10 atores em cena e mais um pianista que executa ao vivo a trilha sonora, cenas intensas e músicas que despertam a emoção constroem uma relação com o público durante o espetáculo. “Para nós foi uma surpresa ver a emoção do público, ver as pessoas chorando, como uma catarse pela história que estamos contando na cena, e com isso percebemos a importância do quanto é preciso ser destacado sobre o tema da mulher em todos os tempos históricos”, comenta Sulanger.

O Dromedário Loquaz apresenta gratuitamente a peça “A mulher do general e a outra” no dia 22/9, às 20h, no Centro de Cultura e Eventos da UFSC, em Florianópolis, integrando a programação da 8ª edição do Experimenta – evento realizado pela Secretaria de Cultura, Arte e Esporte da UFSC (SeCArtE) com o apoio do Departamento Artístico Cultural (DAC) e do Departamento de Cultura e Eventos (Dceven).

As apresentações fazem parte do projeto “Dromedário Loquaz – Circulação Teatral SC” através do Programa de Incentivo à Cultura, da Fundação Catarinense de Cultura – Governo de Santa Catarina.

Todos os espaços possuem acessibilidade e as apresentações contarão com intérprete de Libras.

Foto: Mauricio Garcias

Publicidade
Publicidade