Publicidade
Catarinense Igor Amorelli garante vaga no Mundial de Ironman
22 de Agosto de 2016

Catarinense Igor Amorelli garante vaga no Mundial de Ironman

Publicidade
Twitter Whatsapp Facebook

Em sua última tentativa na busca por uma vaga para o Mundial de Kona, no Havaí, o catarinense Igor Amorelli foi para o tudo ou nada e na base da superação conseguiu a classificação para o mais importante evento de triathlon de longa distância do mundo pela quarta vez consecutiva. O quinto lugar no Ironman Copenhaguen completou a saga de Igor pela Europa nas últimas semanas culminando em três eventos em menos de um mês. O título no Ironman Holanda e o top-5 na Dinamarca garantiram ao atleta a pontuação necessária para competir mais uma vez na ilha havaiana.

“Foi muito difícil. Deu no limite, foram três semanas bem duras. Nós sabíamos que tinha que vencer pelo menos um evento e a vitória veio logo na prova da Holanda. Depois disso era necessário mais um resultado razoável. Infelizmente em Wiesbaden (Alemanha) eu tive uma queda e não consegui fechar a prova e daí ficou tudo para a competição da Dinamarca. E o resultado veio. No final tudo deu certo e o que importa é isso. Conseguimos a vaga que era o objetivo principal. Agora é voltar para casa e focar em Kona”, disse Igor após a confirmação de sua participação no Mundial de Ironman.

Publicidade

Após sofrer uma queda durante os treinamentos para o Ironman Florianópolis, em março, Igor precisou passar por uma cirurgia no braço que o afastou das competições por quase dois meses. Mesmo lesionado, o triatleta seguiu treinando conforme suas possibilidades e não desistiu em nenhum momento da vaga. No entanto, com menos tempo para classificar-se para Kona, Igor precisou passar por um teste duro, competindo três vezes em um período de quatro semanas.

“Ter conseguido a vaga é uma mistura de várias coisas. Cansaço, não consegui treinar muito, pois estava competindo bastante, mas o que importa é que a gente pegou a vaga. Estou bem feliz e já de olho no Mundial”, comemorou Igor.

Até o Havaí, Igor tem aproximadamente sete semanas de treinamento pela frente e nesse meio tempo vai retornar a Balneário Camboriú, onde mora, para se preparar para o principal desafio do ano. Nesse período o triatleta define com sua equipe quais provas fará, mas o planejamento inclui um ou dois Ironmans 70.3, que compreendem a metade da distância de um Ironman – 1,9km de natação, 90km de ciclismo e 21,1km de corrida.

Publicidade
Publicidade