Publicidade
ARTIGO | 5 formas de conectar o time à cultura da empresa, promovendo maior engajamento
03 de Novembro de 2023

ARTIGO | 5 formas de conectar o time à cultura da empresa, promovendo maior engajamento

“Engajamento do colaborador é o compromisso emocional que um indivíduo tem com a organização e seus objetivos”

Publicidade

De acordo com uma pesquisa do Instituto Gallup, as unidades de negócios com funcionários comprometidos são 22% mais lucrativas do que aquelas que se deparam com o cenário inverso.

Mas não só: pesquisa do Engagement Institute mostra que funcionários desengajados podem custar às empresas até US$ 550 bilhões por ano.

Publicidade

Estes dados mostram o quanto envolver os colaboradores ao propósito e metas da organização é crucial para o sucesso dos negócios. Tudo começa com a criação de uma cultura que desperte nas pessoas os três elementos principais do comprometimento no trabalho: vigor, dedicação e absorção. Vigor diz respeito a performar com altos níveis de energia e, com muita vontade de persistir, apesar das dificuldades.

Já a dedicação tem a ver com a adesão e a entrega em algo significativo e desafiador. E a absorção significa desempenhar o trabalho de forma tão concentrada, imersiva e cativante, que perdemos até mesmo a noção do tempo.

Como criar uma cultura assim? Compartilho, a seguir, 5 dicas para conquistar o engajamento a pleno êxito:

1. Cultive uma liderança servidora
Você certamente já escutou a máxima de que as pessoas deixam os gerentes, não as empresas. E essa é a mais pura verdade! Portanto, é imprescindível não só promover líderes que “gostam de gente”, como também líderes que demonstrem valorizar seus colaboradores. Não importa o quanto uma organização trabalhe para comunicar sua cultura e visão; um profissional não terá bom desempenho se não for devidamente estimulado pelo seu gestor.
Portanto, que tal perguntar a cada um da equipe o que necessita para ter sucesso e o que quer realizar em sua carreira? Quando o líder coloca o futuro do colaborador como prioridade, este, por sua vez, sente que a empresa está investindo em seu potencial a longo prazo. Nesse ponto, vale dizer que apostar no desenvolvimento individual das pessoas, designando mentores que as ajudem a atingir suas metas, é uma medida vencedora, assim como elaborar planos de desempenho, para que cada profissional desenvolva suas habilidades e busque estar apto para receber promoções.
2. Promova a transparência e a comunicação bidirecional
Um dos principais requisitos para manter os colaboradores motivados é “tirar eles do escuro”. Quando as organizações atuam de forma sigilosa e apenas divulgam informações com base na “necessidade de saber”, isso causa taxas de engajamento mais baixas entre o time. Isso porque a transparência gera confiança, à medida que os colaboradores entendem como as decisões corporativas vão afetar o local de trabalho e, por consequência, seu futuro na organização. Mas a divulgação de informações, por si só, não é suficiente.
Para além disso, a comunicação precisa ser feita de modo bidirecional – os colaboradores devem ser encorajados a compartilhar suas preocupações para que não se sintam ignorados ou desvalorizados. Lembre-se: os bons líderes acreditam na política de portas abertas e não usam informações “ultra-secretas” a seu favor.
3. Vá além da zona de conforto
O trabalho que exige a utilização plena de aptidões e habilidades a fim de realizar algo que parecia estar além da capacidade própria resulta em uma sensação de crescimento e realização. Dessa forma, o gestor pode fornecer aos membros da equipe oportunidades para que eles se desenvolvam em novas áreas, treinando competências até então desconhecidas.
Obviamente, orientar um colaborador a assumir riscos calculados requer treinamento por parte das chefias, um ambiente que não penaliza eventuais erros decorrentes deles, e sistemas de incentivo que estimulem as pessoas a sair da zona de conforto. Mas pode ter certeza de que o esforço será recompensado pelo maior engajamento, criatividade e proatividade do colaborador, o que, claro, afeta positivamente toda a cadeia produtiva.
4. Estimule conexões positivas
Uma ótima forma de aumentar o envolvimento dos colaboradores é ajudá-los a se conectar com seus colegas, construindo relacionamentos. Pesquisa recente do Instituto Gallup demonstrou que o percentual de pessoas que avaliam trabalhar em um ótimo ambiente foi de 21% entre os que não tinham os melhores amigos dentro da empresa e 44%, mais que o dobro, entre aqueles que afirmavam tê-los. Construir esses relacionamentos pode ser desafiador, mas tudo pode começar com um ambiente que preze pela lealdade, afinidades e confiança, características que contribuem para a construção de uma relação de coleguismo no trabalho.
Ter uma agenda de encontros regulares em horários fora do expediente (como almoços, jantares ou happy hours, que podem também ser virtuais), formar um clube do livro ou fazer atividades de voluntariado em grupo são formas simples e certeiras de estimular ligações positivas, aumentando as conexões entre o time.
5. Dê autonomia
Com que nível de autonomia você gostaria de ser tratado se fosse um colaborador do seu time? Desde que a pessoa tenha a experiência e maturidade necessárias, o gestor deve lhe aplicar as mesmas tarefas que gostaria que fossem a ele aplicadas. Esta é uma premissa muito importante para promover maior engajamento. Sempre que possível, é preciso permitir que as pessoas controlem seu próprio trabalho, seja liderando um projeto, colaborando de forma mais incisiva com estratégias em planejamentos, ou mesmo, dispondo de um horário de trabalho mais flexível.
Isso porque a imposição de restrições aos colaboradores, sem possibilidade de negociação, pode resultar em indivíduos passivos e desprovidos de comprometimento. Já quando o líder oferece escolhas e inclui o time na tomada de decisões, naturalmente demonstra que confia em seus julgamentos e aptidões. Mas não só: a autonomia também incentiva os três elementos chave do engajamento (vigor, dedicação e absorção). Por tudo isso, essa é uma ótima aposta.

por Felipe Leonard, presidente e CEO da S.I.N. Implant System.

Foto:Unsplash

Publicidade
Publicidade