No Rio de Janeiro, Corona e Parley estreiam projeto de combate ao plástico nos oceanos

15 de Março de 2019

Nesse final de semana, iniciativa promove ação de limpeza e conscientização na Praia do Diabo, no Arpoador

Foto: Divulgação

A cerveja Corona lança, em parceria com a Parley for the Oceans, seu projeto global de combate ao plástico nos oceanos. A iniciativa estreia nesse sábado, 16 de março, com limpeza na Praia do Diabo, no Arpoador, a partir das 9h, e contempla uma série de iniciativas multidisciplinares para conscientização e mobilização da sociedade contra a ameaça que o plástico representa para os mares.

A participação é aberta ao público e o ponto de encontro será na entrada da praia. Para iniciar, a cerveja promoverá uma retirada de lixo na Praia do Diabo, seguida de um bate-papo que contará mais sobre a causa e que abordará qual o papel de cada um para transformar o cenário negativo quanto a poluição marítima pelo plástico. Além disso, o projeto promoverá ainda ações de conscientização durante o ano.

“O projeto Corona x Parley quer atrair e envolver a população brasileira sobre a ameaça que o plástico representa para a natureza e, principalmente, para o ecossistema marinho”, afirma a diretora de marketing de Corona, Bruna Buás. “Mais do que limpeza de praia, quando falamos de uma cidade como o Rio de Janeiro, entendemos que é fundamental criarmos ações que envolvam a comunidade local para promover mudança de comportamento, a fim de mostrar que cada um tem um papel importante em garantir um futuro melhor para o nosso planeta”, finaliza.

De acordo com o fundador da Parley for Oceans, Cyrill Gutsch - “Corona é nossa aliada na luta contra a poluição por plástico em nossas praias. Nossa visão mútua é de deixar esse cenário para trás. Para todos os lugares para onde levamos esse projeto, encontramos sinais de nossas péssimas escolhas quanto ao descarte de plástico, e precisamos trabalhar para que isso não aconteça mais”.

Lançado em 2017, o projeto Corona x Parley já recolheu mais de 1.500 toneladas de lixo plástico de praias de 15 países, engajando e impactando 7 mil voluntários. As ações se baseiam em três pilares: evitar o uso de plásticos; interceptar e recolher esses materiais nas praias; e recriar as maneiras, os materiais e o pensamento por trás do plástico. 

Para mais informações sobre a iniciativa, acesse este link.