Publicidade
Estão abertas as inscrições para o 13º Prêmio de Jornalismo, realizado pela Massey Ferguson
02 de Junho de 2014

Estão abertas as inscrições para o 13º Prêmio de Jornalismo, realizado pela Massey Ferguson

Publicidade

Prêmio de Jornalismo recebe inscrições de repórteres e estudantes de toda a América do Sul, e é voltada para jornalistas e estudantes. A iniciativa totaliza R$ 55 mil em prêmios

13 Premio Jornalismo PORTUGUES (baixa)Estão abertas as inscrições para o 13º Prêmio de Jornalismo, concurso cultural realizado pela Massey Ferguson, líder na venda de tratores há mais de 50 anos no Brasil. A iniciativa tem como objetivo valorizar os profissionais da área de comunicação que divulgam o agronegócio.

Publicidade

A premiação contempla sete categorias: Estudantes, Fotojornalismo, Jornal, Multimídia, Revista e TV, além da categoria América do Sul, que entra no lugar de “Mercosul”, ampliando a participação dos países vizinhos. Os participantes poderão inscrever até três matérias, em cada categoria, produzidas entre julho de 2013 e julho de 2014, comprovadamente veiculadas. Os estudantes de jornalismo de cursos reconhecidos pelo MEC poderão inscrever textos produzidos para uma disciplina ou jornal laboratório impresso, seguindo o mesmo período proposto pelo regulamento.

O material será avaliado por um júri composto de profissionais com experiência e conhecimento no agronegócio (leia abaixo), pela atuação em instituições de ensino ou entidades representativas ou vivência do jornalismo do agronegócio em seu histórico profissional. Os vencedores do 13 º Prêmio de Jornalismo serão conhecidos durante a Expointer, no final de agosto, em Esteio – RS. O primeiro colocado de cada categoria receberá R$ 10 mil, o segundo será premiado com um tablet e o terceiro com uma câmera fotográfica. Já o vencedor da categoria Estudante levará para casa R$ 5 mil, e o da categoria América do Sul ganhará uma viagem para o Rio de Janeiro – RJ, com um acompanhante.

“O agronegócio brasileiro vive um momento muito especial da sua história e os reflexos positivos podem ser percebidos nos diferentes elos da cadeia produtiva. O trabalho dos profissionais de comunicação é muito importante para que, cada vez mais, a força que vem do campo seja percebida pelos brasileiros”, afirma Carlito Eckert, Diretor Comercial da Massey Ferguson.

Estímulo para veteranos e novatos
“Senti-me honrada e feliz ao ser escolhida, por saber que a avaliação é muito criteriosa”, comemora Ana Lúcia Kist, vencedora na categoria TV em 2013, com a matéria “Uvas Irrigadas No Semiárido Bloco 1”, veiculada no Canal Rural. Ana Lúcia atua como repórter há 18 anos e, atualmente, está à frente da Terradorada Produção de Conteúdo, tendo participado três vezes do Prêmio de Jornalismo, organizado pela Massey Ferguson.

Os resultados positivos também servem para estimular aqueles que estão iniciando na carreira. É o caso de Paulo Eduardo Palma Beraldo, aluno do curso de Jornalismo da Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (UNESP) e autor da matéria Da terra à mídia, vencedora da última edição, na categoria “Estudante”. “Ver seu trabalho reconhecido por profissionais importantes e com uma longa trajetória na área em que você pretende entrar não tem preço”, avalia Paulo Eduardo. Depois da experiência com do Prêmio de Jornalismo, ele decidiu criar um site sobre Agropecuária, chamado De Olho no Campo. No ar há três meses, a página já conta com cinco mil acessos/mês.

 

Serviço:
O quê: 13º Prêmio de Jornalismo
Quando: Até 10 de julho de 2014
Como: Poderão concorrer trabalhos publicados/veiculados de 01/07/13 a 01/07/14.
Onde: www.premiojornalismo.com.br

Confira os jurados da edição 2014:

  • Adhemar Altieri – Diretor de Comunicação Corporativa da União da Indústria de Cana-de-Açúcar (UNICA);
  • Fagner Almeida – Fotógrafo especializado em imagem rural. Formado pela UFRGS, de Porto Alegre, já teve trabalhos publicados por diversas instituições, entre elas a Associação Brasileira de Criadores de Cavalo Crioulo (ABCCC) e Instituto Rio-Grandense do Arroz (IRGA);
  • Karina Maia – Trainner em comunicação verbal pelo Dale Carnegie Training, Région Centre/Orléans, França, e pelo Instituto Reinaldo Polito, São Paulo – SP. Graduada em Publicidade e Propaganda e em Jornalismo, é especialista em Administração de Marketing e em Comércio Exterior;
  • Luiz Paulo Juttel – Especialista em Jornalismo Científico e responsável pela Assessoria de Comunicação do Centro Nacional de Pesquisa em Energia e Materiais (CNPEM);
  • Maria Salett Tauk Santos – Professora da Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRP), graduada em Jornalismo, pela Universidade Católica de Pernambuco, Mestre em Administração Rural e Comunicação Rural, pela Universidade Federal Rural de Pernambuco e Doutora em Ciências da Comunicação, pela Universidade de São Paulo;
  • Regina Sakakibara – Coordenadora do setor de Comunicação da Federação da Agricultura do Estado do Rio Grande do Sul (Farsul) e Diretora da Foco Marketing e Comunicação.

 MX-0007-14B-JORNALISMO_Cartaz_297x420 (web)

Sobre a Massey Ferguson
A marca Massey Ferguson é líder no mercado brasileiro de tratores há 50 anos ininterruptos. É fabricada pela AGCO, maior fabricante de tratores da América Latina e a maior exportadora do produto do Brasil. Os tratores, colheitadeiras e implementos Massey Ferguson são exportados para mais de 80 países, com atuação destacada nos Estados Unidos, Argentina, Venezuela, Chile e África do Sul. As fábricas no Brasil ficam no Rio Grande do Sul: Canoas (tratores), Santa Rosa (colheitadeiras) e Ibirubá (implementos).

Sobre a AGCO
AGCO (NYSE: AGCO) é uma das líderes mundiais focada na concepção, fabricação e distribuição de máquinas agrícolas. Para apoiar a maior produtividade no campo a AGCO oferece uma linha completa de produtos que inclui tratores, colheitadeiras, equipamentos para fenação e forragem, pulverizadores, equipamentos para preparo de solo, implementos, peças de reposição e sistemas de armazenagem de grãos e produção de proteína. Seus produtos são vendidos por meio das cinco marcas Challenger ®, Fendt®, GSI®, Massey Ferguson® e Valtra® e distribuídos globalmente por uma rede de 3.100 concessionárias e distribuidores independentes, em mais 140 países. Fundada em 1990, a AGCO tem sua sede em Duluth, GA, EUA. Em 2013, a AGCO teve vendas líquidas de U$10,8 bilhões.

Publicidade
Publicidade