Publicidade
Empreendimento de SC terá um dos maiores parques urbanos do país
09 de Junho de 2022

Empreendimento de SC terá um dos maiores parques urbanos do país

Parque das Orquídeas ficará localizado entre Tijucas e Porto Belo

Publicidade
Twitter Whatsapp Facebook

Com as transformações provocadas pelo isolamento social, imposto pela pandemia do novo Coronavírus, as pessoas estão cada vez mais buscando uma vida desacelerada e saudável, com mais conforto, espaço e segurança.

E pensando nesse inovador conceito de cidade projetada para as pessoas, que a Verde & Azul Urbanismo apresenta o Parque das Orquídeas, que integra um maciço florestal com um milhão de metros quadrados de Mata Atlântica preservada, figurando como um dos maiores parques urbanos para uso público no país. Todo esse verde estará conectado ao vasto maciço de Mata Atlântica localizado por trás de Itapema e Camboriú através de um corredor ambiental a ser implantado, que resgatará e enriquecerá a valiosa fauna já existente.

Publicidade

O parque integrará a área do Reserva Royal, um projeto de localidade sustentável intermunicipal e será entregue à população em etapas. A primeira etapa, que contemplará 300 mil metros quadrados, tem previsão de inauguração para 2024.

Luiz Carlos Gallotti Bayer, CEO da Verde & Azul Urbanismo, explica que, “Parques urbanos são grandes espaços verdes de uso público construídos em áreas de cidade com o objetivo de oferecer momentos de convivência junto à natureza, recreação e lazer aos seus visitantes. Esse é o nosso propósito, apresentar um novo modo de se viver as cidades, mais integrado ao verde”.

O Parque das Orquídeas traz a assinatura de dois grandes parceiros, a Krebs Landscape Architecture e Harmonia Verde Arquitetura de Lazer e Paisagismo, que contará com uma série de atrações para a comunidade local poder usufruir dos espaços da melhor forma possível. Símbolo de beleza e elegância, as orquídeas são plantas nativas da região e podem florescer por um longo período de tempo, nas mais variadas formas, cores e tamanhos.

Em homenagem ao apaixonado orquidófilo Joao Bayer Filho a sua denominação será “Parque das Orquídeas Lelia Maria”, nome dado a sua última filha, pela admiração que tinha pela mais nobre espécie, “Laelia Purpurata”.

Parque das Orquídeas

O Parque das Orquídeas contemplará mais de 15 equipamentos, como dois espaços para pets, de acordo com o porte do “seu melhor amigo”, e uma área de convivência, com mobiliário urbano, cercado por um pomar e uma horta orgânica. A área de convivência também possui uma academia ao ar livre e um parquinho infantil, contemplando ainda espaços para prática de esportes, com uma quadra poliesportiva e outra de Beach Tênis. Um espaço para consumo de alimentos e bebidas (cafeteria) enriquece o mix de atrações da área de convivência. O parque ainda contará com arena arte-cultural, que pode ser utilizada para realização de eventos, assim como eventuais aulas ao ar livre e estudo, e com possibilidade de uso para cinema. Essa área terá mais de 53 mil metros quadrados.

O projeto também prevê uma construção única, com espaços próprios para abrigar as associações de moradores e de Orquidófilos no andar térreo, além de uma sala de monitoramento, no andar superior, que garantirá a segurança das pessoas.

Destaque especial é a construção de trilhas elevadas. Na altura das copas das árvores, as inovadoras trilhas permitem total integração dos visitantes ao maciço verde de 1 milhão de m² preservado, e ainda contará com a visão das trilhas térreas distribuídas em 53000 mil metros quadrados, que serão ornamentadas com obras de arte e estarão iluminadas à noite. Um elevador garantirá acessibilidade às trilhas elevadas e a um belíssimo mirante, com total segurança para usuários de qualquer idade. Tudo planejado para as pessoas viveram em total harmonia com o meio-ambiente.

Segundo registros na história, a ideia da construção do parque urbano surgiu em meados do século XIX, em algumas regiões da Europa e Estados Unidos, inspirado pelo movimento higienista.

 

Publicidade
Publicidade