ELLE Brasil permite que clientes escolham a capa da revista que receberão em casa

21 de Setembro de 2021

Novidade vale para assinantes premium

Desde essa segunda-feira (20), os assinantes premium da ELLE Brasil podem escolher a capa da revista que vão receber em casa. A novidade começa a valer na edição em que Caetano Veloso, Pabllo Vittar, MJ Rodriguez e Shirley Mallmann estrelam cinco capas diferentes.A sugestão partiu dos próprios leitores da ELLE, que atenta aos pedidos nas mídias sociais, desenvolveu um sistema inédito e inovador no mercado brasileiro para atender à demanda. 

“Nossos leitores pediram e nós atendemos: a partir de agora, você, que é assinante da ELLE premium ou da ELLE impressa, vai poder escolher a capa que deseja receber em casa. Mas, atenção, você tem apenas um dia para fazer isso. Por isso, não esqueça de fazer sua escolha na área do assinante. Sabemos que o prazo é apertado, mas isso garante que possamos oferecer essa opção sem que haja atrasos na entrega. É importante dizer que essa novidade vale apenas para a edição vigente, já que não é possível receber edições anteriores na assinatura. E, se você ainda não é assinante justamente porque não podia escolher a capa da edição impressa, esse momento é seu”, anunciou a revista nas mídias sociais na última sexta-feira, 17, explicando os detalhes da novidade.   

Um ano da volta da edição impressa 

A publicação que chegou ao mercado nesta segunda-feira, 20 de setembro, marca um ano da volta da ELLE Brasil no formato impresso em acabamento deluxe. Relançada pelo Grupo Papaki, dos sócios Alexandre Sallouti e Mario Peixoto, a ELLE anunciou o seu retorno ao mercado brasileiro em março de 2020. Voltou uma semana antes da pandemia de Covid-19, digitalmente transformada, porém mantendo o conceito editorial que a consagrou como uma das principais publicações de moda, beleza e lifestyle do País.  A publicação impressa renasceu apostando no prazer tátil de folhear uma revista com textos atemporais, leitura fluída, coerente e, sobretudo, prazerosa. Tudo “embalado” em belíssimas capas. 

“Depois de dois anos fora do mercado brasileiro, em uma reviravolta extraordinária do destino, a ELLE retorna ao Brasil em um cenário novamente desafiador e um pouco menos otimista. Ante os impactos da Covid-19, não só o mundo, mas a moda e suas relações precisam ser reinventadas com urgência. E como existir como veículo de moda em meio a discussões sociais tão mais urgentes?”, questionou Susana Barbosa, diretora editorial da ELLE Brasil, na seção “Carta da Diretora” do volume 1.  

 

 

Notícias Relacionadas