Publicidade
Charge “trânsito pesado” do cartunista Zé Dassilva é eleita a vencedora do prêmio Vladimir Herzog
21 de Outubro de 2021

Charge “trânsito pesado” do cartunista Zé Dassilva é eleita a vencedora do prêmio Vladimir Herzog

Publicidade
Twitter Whatsapp Facebook

 

A charge “trânsito pesado”, do cartunista Zé Dassilva venceu o prêmio de melhor arte do 43° Prêmio Jornalístico Vladimir Herzog de Anistia e Direitos Humanos.

Publicidade

Publicada no mês de junho, a charge faz menção às motociatas realizadas pelo presidente Bolsonaro e seus apoiadores em diversos lugares do país, inclusive em Florianópolis.

Zé Dassilva considera o prêmio Vladimir Herzog algo muito importante, em especial por tudo que o jornalista representa sobre a história do Brasil e também sobre a liberdade de expressão.
“Esse não é um reconhecimento só pra mim, mas também para o tipo de Jornalismo que o Diário Catarinense e a NSC praticam, buscando sempre a informação de qualidade, que é algo extremamente valioso para a sociedade, ainda mais nessa época em que tanta gente ainda cai em fake news. Obter esse destaque entre tantos colegas brilhantes é uma grande motivação para continuar”, destaca.

O Diário Catarinense já recebeu outras premiações do Prêmio Vladimir Herzog de Anistia e Direitos Humanos: a repórter Ângela Bastos venceu na categoria Internet e na categoria Multimídia e também conquistou duas Menção Honrosa (reportagem Infância Marcada, 1995) e na categoria Documentário (Flor de Pessegueiro, 2005). O DC também tem duas Menção Honrosa na categoria Fotografia: Claudio Silva (Execução de um assaltante pela polícia, 1994) e Guto Kuerten (Tortura em Domicílio, 2010).

Para conhecer todos os vencedores da competição, clique aqui.
 

Publicidade
Publicidade