Publicidade
Alright promove live inédita sobre como IA atua no jornalismo local
27 de Novembro de 2023

Alright promove live inédita sobre como IA atua no jornalismo local

A brasileira rede de Publishers locais e regionais traz temática no dia 29/11

Publicidade
Twitter Whatsapp Facebook

Destacando o tema “O Impacto da Inteligência Artificial no Jornalismo Local”, a Alright, brasileira rede de Publishers locais e regionais realiza um evento on-line.

A transmissão será realizada na próxima quarta-feira (29/11), às 17 horas, com transmissão ao vivo pelo canal da companhia no Youtube. O evento é gratuito, e as vagas são limitadas.

Publicidade

Com o propósito de enfatizar de maneira dinâmica e envolvente a forma como a Inteligência Artificial tem se tornado não apenas uma ferramenta, mas uma aliada essencial no jornalismo local, o momento aborda, também, sobre os métodos práticos para a integração eficaz da ferramenta no cenário jornalístico, visando otimizar processos e potencializar a qualidade da informação oferecida.

Durante o evento, haverá uma imersão profunda no universo das implementações atuais e futuras da IA no jornalismo, explorando suas influências na circulação de informações, desde a coleta até a entrega ao público, assim como seu impacto nos modelos de negócios da indústria jornalística.

A ação conta com insights valiosos de especialistas que trarão suas visões e experiências, oferecendo perspectivas sobre o presente e o futuro dessa poderosa integração entre tecnologia e jornalismo.

Conheça os convidados

Marlise Viegas Brenol é jornalista, pós-doutoranda em Democracia Digital pelo INCT-DD, na UFBA. É mestre e doutora em Comunicação e Informação. Além de pesquisadora, atua como sócia da agência Cartola Conteúdo, como diretora editorial em projetos de estratégia de conteúdo. Já trabalhou em redações jornalísticas dos grupos Terra, Band e RBS.

Giuliander Carpes é editor da newsletter Farol Jornalismo. Mentor do programa Acelerando Negócios Digitais do International Center For Journalists (ICFJ). Doutor em Ciências da Informação e Comunicação pela Universidade de Toulouse. Pesquisa aspectos da chamada plataformização do jornalismo, processo em que a disseminação de ferramentas de inteligência artificial nas redações de notícias está inserida.

Felipe Seligman é jornalista com MBA no MIT (Massachusetts Institute of Technology). É sócio-fundador do JOTA; Antes, trabalhou por sete anos no jornal Folha de S. Paulo, onde era responsável pela cobertura do Judiciário, em Brasília. Lá, ganhou o prêmio de excelência da Sociedad Interamericana de Prensa e participou da equipe vencedora do Prêmio Esso de Melhor Contribuição de 2013.

Créditos: Divulgação

Tópicos em discussão

A ameaça da IA

A inteligência artificial não é uma tecnologia nova, porém desde o lançamento do chat GPT comercial a IA entrou na pauta do dia. No princípio, a IA era vista mais como uma ameaça, mas na medida em que o conhecimento sobre as potencialidades foi se aprofundando, o quadro começou a mudar. Entenda em que aspectos a IA pode ser uma inimiga e em quais pode ser uma aliada.

O conhecimento sobre IA

Com a popularização do uso de IA no jornalismo e na comunicação em geral, tornou-se obrigatório ao jornalista ou comunicador conhecer sobre a tecnologia de automação e aprendizagem de máquina. Entre as possibilidades para se familiarizar com a IA estão cursos, equipes multidisciplinares, softwares e outras soluções sobre as quais vamos conversar.

O uso da IA no jornalismo: presente e futuro

Ferramentas desenvolvidas para automatizar tarefas são uma realidade nos processos produtivos em redações. Mas a inteligência artificial afeta a prática jornalística não apenas na rotina produtiva, mas também na circulação da notícia, no relacionamento com os públicos e nos modelos de negócios. Há iniciativas de adoção de IA em andamento hoje, mas muita inovação por vir, tema para ser abordado pelos especialistas convidados.

A inscrição é gratuita e as vagas são limitadas.

Créditos: Divulgação

Publicidade
Publicidade