Ana Lavratti entrevista Carmem Laitano, da Clínica Laitano

17 de Maio de 2021

Pioneira na Confraria Feminina do Champanhe, com trajetória reconhecida em prêmio da ACIF

Carmem Laitano: da inserção pela Educação à democratização da Saúde

 

Na série de entrevistas com as personagens do meu livro, VOCÊ MULHER AINDA MELHOR, nesta semana eu apresento duas gaúchas com um vínculo que transcende o chimarrão. Carmem Laitano e Regina Essenburg têm em comum a mudança em família para Florianópolis, o espírito empreendedor que as coloca na liderança de grandes negócios e a expertise em borbulhas, que elas seguem lapidando nos encontros da Confraria Feminina do Champanhe de Florianópolis.  Abaixo, um resumo desta trajetória premiada e a entrevista que eu gravei com Carmem na sessão de autógrafos, no Dia da Mulher no SEBRAE-SC:

 

Com origem quase onde o Brasil acaba, Carmem Alice Argiles Laitano nasceu em Santana do Livramento, onde a Campanha gaúcha faz fronteira com Rivera, no Uruguai. Do convívio com a família guarda as melhores lembranças da infância, em especial das avós: Alice e Honorina. Com temperamentos tão diferentes, e ainda assim tão amigas, das avós veio o legado da acolhida sem requisitos. Além da melhor influência, guarda também referências, como o glamour que emergia nos clubes, na cidade com crescentes investimentos de Robert Blocker, marido da dama da moda Costanza Pascolato.

 

Aluna do magistério, Carmem potencializou a mudança da família para Porto Alegre, marcada por muitos desafios, para ingressar no mercado, alfabetizando desde crianças pequenas até jovens de 17 anos. Na favela Vila Cruzeiro, onde passou a trabalhar, mobilizou parcerias para reformar o espaço e receber melhor os alunos. Também foi ali, na capital gaúcha, que conheceu o estudante de medicina Carlos Laitano. Aos 19 anos, o amor veio mesmo para ficar, conduzindo Carmem e Carlos ao altar... a uma nova cidade e ao novo negócio.

 

Com especialização em Alfabetização pela Organização Mundial Pré-escolar, a professora dedicava a carreira ao ensino fundamental, e após a mudança para Florianópolis, em 1987, seguiu lecionando em escola pública, por mais que morasse longe dos colégios. Paralelamente, cuidava do filho, Jean Carlos, e do pequeno consultório, no bairro Ingleses, onde o marido, Clínico Geral com emprego fixo de segunda a sexta, dava expediente nos fins de semana. 

 

Responsável por tudo o que permeia a prática médica, da limpeza aos fornecedores, da recepção ao financeiro, Carmem garimpou o máximo de expertise, cursando por mais de três anos um Planejamento Avançado de Marketing, na ADVB, e buscando aprendizado específico para corresponder a todas as exigências e restrições dos órgãos de Saúde – das Emergências às Especialidades Médicas – até que 10 anos mais tarde o casal pôde se dedicar integralmente à nova clínica, com amplas instalações de 750 m2, oferecendo até mesmo ambulâncias, que cumpriam um papel ainda mais fundamental antes da implantação do SAMU.

 

Profundamente engajados com as demandas do Norte da Ilha, o casal passou a oferecer em 2004 um benefício comunitário, que reduz o valor do atendimento, sem atravessadores nem cobrança de mensalidade. Ao catapultar a Saúde de negócio a missão, com uma disciplina imune a qualquer barreira e programas de qualidade com ferramentas 5S, os resultados prospectados para oito anos foram alcançados nos dois anos seguintes, conduzindo a mentora da ideia a finalista do Prêmio ACIF Mulheres que Fazem a Diferença, em reconhecimento ao grande impacto da sua iniciativa. 

 

Grávida do Lucas quando Jean Carlos já cursava Engenharia, Carmem precisou priorizar a própria saúde tanto na gestação quanto após o nascimento do caçula, diagnosticada com Síndrome do Pânico. Revertendo sem medicação, com genuína abnegação, a doença que esvaziava sua alegria, Carmem encontrou motivos extras para ser feliz, como pioneira na Confraria Feminina do Champanhe de Florianópolis. A partir de 2004, assumiu a presidência por três gestões com muita proatividade, estabelecendo parcerias para degustações técnicas, para o lançamento de um espumante da Confraria e imersões nos terroirs brasileiros.

 

Como a cigana vibrante da ópera de Bizet, Carmem também é movida a amor, pelo trabalho, a família, e em especial as netinhas Olívia e Luiza, por quem se desdobra em agrados. Do estágio na Vila Cruzeiro à sabragem da rolha em eventos de luxo, Carmem protagoniza a obra da própria vida: promovendo a inclusão por meio do acesso à Saúde e à Educação.

 

 

 


 

 

Para saber onde encontrar o livro mais próximo de você, acesse www.analavratti.com.br

ENTREVISTA: Gravação e edição da Canal 3 / TV Sebrae

FOTOS: Gabriela Müller

 

Carmem Laitano de vestido amarelo com o livro branco
Liderança natural: dos negócios ao voluntariado

Ana Lavratti

  • imagem de lavratti
    Ana Lavratti é Jornalista e Mestra pela UFSC com pesquisa sobre a Notícia em Meio Digital Online. Acumula experiência em mídia impressa, eletrônica e assessoria de comunicação. Também é escritora, autora de 6 livros e 4 e-books, e atua como colunista social desde 2014. www.analavratti.com.br / social@analavratti.com.br Curta o Instagram @analavratti

Notícias Relacionadas