Web Summit Lisboa 2018 | Acompanhe as principais Keynotes dos primeiros dias de evento

07 de Novembro de 2018

​​​​​​​Fundador da Web inaugura o Web Summit. Outros nomes importantes também participam do evento

A abertura do Web Summit 2018 aconteceu no início da noite de 5 de Novembro, onde milhares de visitantes lotaram a Altice Arena para acompanhar de perto uma das maiores conferências internacionais de tecnologia que acontece desde 2009.

A primeira aparição no Centre Stage da Altice Arena foi do cientista britânico Sir Tim Berners Lee, o grande inventor da World Wide Web, há quase 30 anos.

Um novo contrato para acabarmos de vez com as Fakes News
“Eu gostaria de sugerir a criação de um novo contrato para deixar a internet mais segura”, revelou Tim Berners-Lee, com o grande intuito de salvar a Internet das Fake News.

A internet surgiu para que as pessoas pudessem trocar informações e seus principais propósitos e objetivos acabaram sendo destorcidos.

As próprias empresas de tecnologia estão agora agindo na defensiva, já que muitos críticos a acusam em não fazer nada para conterem a disseminação das notícias falsas, ajudando na polarização de campanhas eleitorais e maximizando os lucros através dos hábitos de consumos dos consumidores.

“Tudo de bom que nós tínhamos acabaram saindo errado. Agora nós temos Fake News, problemas com privacidade, pessoas sendo manipuladas e também bullying”, citou o cridor da Web.

Em sua apresentação, Tim Berners-Lee pediu aos governantes, empresários e cidadãos que ajudem a criar um contrato completo para que a Web se torne mais segura e acessível até 2019, onde teremos pela primeira vez 50% da população mundial conectada.

Apple: Práticas comerciais para a proteção do meio-ambiente
Lisa Jackson, VP de Ambiente da Apple, compareceu no Centre Stage para falar sobre as ações da Apple para contribuir na proteção do meio-ambiente e os objetivos que ainda pretende alcançar.

Jackson reafirmou o compromisso da Apple com o Acordo de Paris, e mencionou ainda algumas das iniciativas ecológicas da Apple, como a utilização de 100% de energia limpa em todas as suas fábricas, os avanços através do alumínio reciclado e a meta em estabelecer que toda sua cadeia de suprimentos utilize energia renovável.

“As pessoas pensam que a ideia proteger o meio-ambiente é ruim para o negócio”, declarou Jackson.  Ela ressaltou que o nosso futuro exige questões. “O ar que respiramos e o mundo que vamos deixar aos nossos filhos não pertence a uma ideologia, mas a todos nós”, declarou.

António Guterres (Onu), António Costa (Primeiro Ministro de Portugal) e Paddy Cosgrave (Web Summit CEO)
A noite de abertura do Web Summit encerrou com a presença de outros três nomes no Centre Stage.

António Guterres mencionou que a evolução digital não deve ser um recurso ibérico, mas a força do bem. Em sua aparição de 15 minutos no palco principal, ele reafirmou o que Tim Berners-Lee havia dito na abertura do evento. “Devemos fomentar um futuro digital que seja benéfico e seguro para todos nós”. Ele sugeriu ainda a criação de plataformas que juntem representantes de várias áreas para promoverem a força tecnológica como uma força do bem.

António Costa também realizou um rápido discurso e comentando sobre ações e investimentos do Fundo Europeu para investir ações tecnológicas no país. O programa Portugal Tech terá uma verba aplicada de quase 230 milhões de euros. Esta é uma aposta do governo português para investir em startups, contando que elas também terão capital privado.

Por último, Paddy Cosgrave, CEO do evento subiu ao palco para realizar a abertura oficial do evento, e nåo poupou elogios à organização do evento.