Visa anuncia aquisição da rede Plaid

14 de Janeiro de 2020

A aquisição representa a oportunidade de entrada em novos negócios, além de poder aprimorar os já existentes

A Visa Inc. anunciou na última segunda-feira, 13 de janeiro, que assinou um acordo para adquirir a Plaid, rede que auxilia no acesso seguro à conta financeira nos aplicativos de gerenciamentos de finanças, como Acorns, Betterment, Chime, Transferwise e Venmo.

“Plaid é líder no mundo das fintechs de rápido crescimento, com o que há de melhor em recursos e em talentos. A aquisição, combinada com nossos esforços em fintechs já em andamento, posiciona a Visa para agregar ainda mais valor aos desenvolvedores, instituições financeiras e consumidores”, afirma Al Kelly, CEO e chairman da Visa.

Segundo Zach Perret, CEO e co-fundador da Plaid, a missão da fintech é tornar o dinheiro mais fácil para todos e, agora, terão a oportunidade de continuar cumprido esta meta em escala global. "A Visa tem a confiança de bilhões de consumidores, empresas e instituições financeiras como parte essencial do ecossistema financeiro. Juntas, a Visa e a Plaid podem apoiar o rápido crescimento dos serviços financeiros digitais".

A aquisição representa também a oportunidade de entrada em novos negócios, além de poder aprimorar os negócios já existentes na Visa. Isso porquê os negócios centrados em fintechs da Plaid abrem novas oportunidades de mercado para a Visa nos EUA e internacionalmente, além de possibilitar a oferta de recursos avançados de pagamento e serviços de valor agregado relacionados aos desenvolvedores de fintechs. A aquisição permitirá, ainda, que a Visa trabalhe mais próxima das fintechs em todas as etapas de desenvolvimento e impulsionará o crescimento do negócio principal da Visa.

"Esta aquisição é a evolução natural da jornada de 60 anos da Visa, conectando compradores e vendedores até consumidores com serviços financeiros digitais", comenta Kelly. "A combinação de Visa com a Plaid nos colocará no epicentro do mundo das fintech, expandindo nosso mercado e acelerando nossa trajetória de crescimento de receita a longo prazo” conclui.

A transação está sujeita a aprovações regulatórias e outras condições habituais de fechamento. A Visa financiará a transação com dinheiro em caixa e emissão de dívida no momento apropriado. Esta transação não terá impacto no programa de recompra de ações ou na política de dividendos anunciados anteriormente pela Visa. A previsão é que a transação seja concluída nos próximos três a seis meses.