Publicidade
Tecnologia auxilia escolas no retorno ao ensino presencial
25 de Maio de 2021

Tecnologia auxilia escolas no retorno ao ensino presencial

Publicidade

A implementação de soluções que tornem o ambiente escolar mais controlodado não é novidade para pais e funcionários de instituições de ensino, mas com o retorno gradativo das aulas presenciais no contexto da pandemia, a prática foi intensificada. É o caso do aplicativo “Estou Chegando“, integrado à agenda digital ClipEscola, de Florianópolis.

Lançado em 2016 com o objetivo de amenizar o intenso trânsito no entorno das escolas ao avisar à instituição sobre quantos metros os pais dos alunos estão do prédio, agora o aplicativo ganhou nova função para se adaptar ao atual momento. A primeira é que a solução de aviso por geolocalização permite que a escola possa encaminhar a respectiva criança para a saída de acordo com o tempo estimado de chegada do pai ou responsável, evitando aglomerações no término da aula.

Publicidade

“O momento de saída dos alunos é um dos que causa mais aglomerações, e isso já era uma preocupação que a gente tinha antes mesmo da pandemia”, ressalta o CEO da ClipEscola, Marcos Matias. “Claro, no contexto atual, evitar a aglomeração virou necessidade, e o ‘Estou Chegando’ já estava em pleno funcionamento para atender essa demanda”, esclarece.

Outra funcionalidade implementada na ClipEscola dentro do contexto atual é o “Triagem de Covid-19”. Trata-se de um formulário digital enviado pelas escolas às famílias de alunos, com perguntas simples que auxiliem as instituições de ensino a fazer o monitoramento da saúde dos estudantes. Com base nas respostas, o aplicativo gera um selo de aluno apto ou não apto a frequentar o ambiente escolar.

Assim, explica Marcos Matias, as escolas podem barrar a entrada de alunos que apresentaram sintomas ou tiveram contato com algum possível contaminado. “É uma maneira efetiva de ajudar as escolas a evitarem a circulação do vírus, porque, com o selo, cada instituição pode criar seu próprio protocolo de segurança”, aponta o executivo.

Publicidade
Publicidade