Publicidade
Startup curitibana se destaca e conquista clientes como a Coca-Cola Femsa e Bombril
06 de Julho de 2022

Startup curitibana se destaca e conquista clientes como a Coca-Cola Femsa e Bombril

A plataforma que facilita a gestão do pequeno varejista faz a integração no processo de compra e logística em todo o território nacional

Publicidade
Twitter Whatsapp Facebook

O varejo é um setor que sempre esteve aquecido e para 2022 a expectativa é que o volume de vendas cresça 3,8%, segundo o relatório elaborado pela EMIS, plataforma digital pertencente ao Grupo ISI Emerging Markets.

Nesse cenário, a Self Supply é uma ferramenta de digitalização de vendas para indústrias, distribuidoras e atacadistas que atende tanto ao mercado B2B como ao B2C, colocando a indústria em contato com o pequeno e médio varejo, integrando os distribuidores.

Publicidade

A ferramenta foi impulsionada pela Leonora Ventures, uma corporate venture builder cujo objetivo é fomentar ideias inovadoras no varejo, bem como promover a aproximação entre organizações já consolidadas e startups. “Conseguimos colocar a Self Supply em contato com pessoas e indústrias de forma mais fácil e ágil e assim temos colaborado no marketing da startup, que está se tornando uma forma de investimento de médio prazo”, pontua Ana Paula Debiazi, CEO da Leonora Ventures.

Integração da Self Supply

Devido à integração da Self Supply, o pequeno e médio varejo fecha a compra, e o distribuidor recebe o pedido, o faturamento e a entrega. Com a análise de inteligência, os varejistas entendem suas demandas, melhorando suas vendas e, consequentemente, sua rentabilidade.

“Uma das vantagens da ferramenta é que o distribuidor não precisa disponibilizar e alocar vendedores fisicamente para estar presente”, comenta Gustavo Erzinger, founder da Self Supply.

A compra é feita on-line, com o comprador tendo acesso às informações dos últimos pedidos, de forma mais assertiva quanto aos produtos e às demandas. A plataforma disponibiliza informações dos carrinhos não finalizados e abandonados, assim é possível abordar o cliente que abandonou o carrinho ou não finalizou a compra, recuperando a venda.

O e-commerce é as a service, com toda a estrutura integrada e disponível em todas as plataformas, sendo elas desktop, mobile e aplicativos para Android e iOS, sem contar que o cliente consegue acompanhar todo o pedido por meio de um painel de controle. Com três planos e mensalidades, o Self Supply atende a todo o mercado nacional.

Coca-Cola FEMSA e a Bombril

Entre seus clientes de distribuidores estão o Grupo Triunfante e a CBN Distribuição e Logística, a Coca-Cola FEMSA e a Bombril em indústrias, o MeuCompras como marketplace de varejo e a rede de franquias 10 Pastéis.

O reconhecimento dessa solução tecnológica veio quando a Self Supply se tornou finalista e conquistou o segundo lugar no Desafix, primeiro desafio internacional de inovação destinado a profissionais ou startups que desejam conhecer mais sobre desenvolvimento de projetos de alto valor, promovido pela Ciser, maior fabricante de fixadores da América Latina e a 7ª companhia mais inovadora do setor de mineração, metalurgia e siderurgia.

O Desafix foi promovido pelo Hub #Colmeia, centro de inovação do Grupo H. Carlos Schneider que tem como objetivo desenvolver projetos inovadores e de alto valor agregado, alinhados à estratégia de pesquisa e desenvolvimento, inovação aberta e venture builder da companhia – propósitos muito alinhados com os da Lenora Ventures.

Buscando criar conexões entre ideias e projetos de alto valor agregado, Aluísio Goulart Lopes, head de inovação e transformação digital na Ciser comenta: “começamos a construir uma sólida jornada de inovação, com um modelo pioneiro com foco em alavancar novos negócios, criando conexões internas e externas, com startups e pesquisadores, proporcionando uma aceleração da solução com a startup vencedora, a fim de colocar a empresa em um patamar de inovação reconhecido globalmente”.

“Os marketplaces são uma democratização para a pesquisa de compras online. A Self Supply edifica essas lojas. Nos últimos dois anos, quem não tinha e-commerce teve que montar um para se manter e marcar presença, e assim nos tornamos uma solução necessária no mercado e contamos muito com a Leonora Ventures para seguirmos em expansão”, comemora Gustavo Erzinger, founder da Self Supply.

 

Publicidade
Publicidade