Snapchat abre sua API de publicidade para o público em geral. O que isso significa para as marcas?

14 de Fevereiro de 2018

Sem dúvida, um dos aplicativos mais populares entre os jovens é o  Snapchat, uma rede social que cativou o público com suas mensagens e recursos efêmeros, como Histórias.

De acordo com um relatório da RBC Capital Markets, 79% dos adolescentes entre 13 e 18 anos usam o Snapchat, que coloca o aplicativo fantasma na liderança nesse segmento, seguido pelo  Instagram que é usado por 73% desse público.

Assim, de acordo com o relatório financeiro divulgado pela empresa na semana passada, o número de usuários Snapchat registrados entre outubro e dezembro foi de 187 milhões, um aumento de 9 milhões em relação ao trimestre anterior.

Com esses números, não é estranho que a plataforma tenha se tornado um espaço atraente para agências e anunciantes, que nos últimos anos investiram orçamentos importantes para encontrar a maneira que lhes permite capitalizar com base em seus interesses a popularidade de Snapchat .

Apenas para ilustrar, basta mencionar as intenções da WPP que planejava investir 200 milhões de dólares em 2017 nos anúncios Snapchat, pois considera a rede social como uma terceira força, depois do Google e do Facebook.

Essas intenções não são estranhas à rede social, que mantém constantes esforços para manter uma referência entre os anunciantes.

O último movimento a este respeito ocorreu na última terça-feira, 13/02, quando a plataforma anunciou a abertura de sua API de publicidade para todos os anunciantes, agências e desenvolvedores externos. A notícia chega um ano depois que a Snap lançou oficialmente o pacote de ferramentas de publicidade automática para desenvolvedores aprovados para criar software funcional para comprar anúncios no Snapchat.

Embora isso possa parecer ofertas um tanto complexas, agências e anunciantes podem capitalizar sobre as oportunidades de aplicação popular em suas atividades de marketing e comunicação, onde um dos grandes benefícios é a simplificação do processo.

Nesse sentido, compartilhamos os pontos-chave para conhecer esta abertura:

 

Desenvolvimento de programas próprios
Uma vez que a documentação correspondente tenha sido inserida no site do desenvolvedor Snap para fazer parte deste programa, através da API de marketing da plataforma, as empresas poderão desenvolver seus próprios programas para comprar e orientar conteúdo relacionado a vídeos verticais, Snap Ads e links patrocinados. A plataforma é a mesma que estava disponível  anteriormente apenas para empresas de tecnologia de publicidade aprovadas.

Não há mais equipe de vendas
Do ponto de vista dos anunciantes, esta iniciativa poderia ser descrita como "auto", pois elimina a necessidade de ir até a equipe de vendas do Snapchat, pagando por software de terceiros ou manualmente lançar cada anúncio de compra através do Ad função Gerente.

Quanto às agências, isso pode reduzir a dependência de fornecedores externos para gerenciar as campanhas de seus clientes, o que melhorará a flexibilidade e a capacidade de controle dessas campanhas.

O rendimento em ascensão
A abertura da API de publicidade representa para o Snapchat um motor que poderia aumentar ainda mais sua receita de publicidade, que teve um aumento no ano passado devido à crescente adoção pelos anunciantes das ferramentas programáticas da Snap para comprar anúncios.

Para ser mais preciso, a empresa informou que 90 por cento dos anúncios instantâneos vendidos no quarto trimestre de 2017 foram adquiridos programaticamente por meio de sua API publicitária ou através do gerenciador de anúncios de autoatendimento.

Texto de Fernanda Gonzalez, da Merca 2.0