SENAI SC e Maturity Center, instituição alemã, juntas em projetos de transformação digital

18 de Outubro de 2021

Primeira ação da parceria será com projeto piloto na cidade de Indaial

 

Em breve o SENAI SC ofertará a avaliação da maturidade em indústria 4.0 e elaboração de roteiros de transformação digital. O trabalho, direcionado ao setor industrial, será desenvolvido em parceria com a empresa alemã Industrie 4.0 Maturity Center (i4.0MC), organização oficial indicada pela Academia Nacional de Ciência e Engenharia (Acatech) para expandir a estrutura do Índice de Maturidade da Indústria 4.0. O projeto piloto será em uma indústria na cidade de Indaial. Em Santa Catarina, o SENAI integra a Federação das Indústrias de Santa Catarina (FIESC).

O diretor regional do SENAI e diretor de educação e tecnologia da FIESC, Fabrizio Machado Pereira, adianta que o SENAI e a i4.0MC atuarão na criação de estratégias de transformação digital para indústrias, identificação da estrutura organizacional e operacional necessária para implementar a transformação digital e cálculo do retorno do investimento das atividades de digitalização.
“O SENAI tem interesse na cooperação para o desenvolvimento de competências e ampliação de um portfólio relacionado ao tema de Indústria 4.0 e Transformação Digital da indústria brasileira”, afirma o diretor de Educação e Tecnologia da FIESC e diretor regional do SENAI em Santa Catarina, Fabrizio Machado Pereira. “Esta parceria pode avançar para campos como educação profissional, workshops, conferências, consultoria, compartilhamento de conhecimento, entre outros”, salienta.

“Embora a expressão Indústria 4.0 esteja completando uma década de existência, um número substancial de indústrias ainda está em estágios iniciais desse processo, conforme indicam alguns estudos sobre o tema”, diz Pereira. Ele se refere, por exemplo, a um relatório publicado este ano pela McKinsey que mostrou que em 2020 74% das indústrias pesquisadas estavam estagnadas no chamado “purgatório de pilotos”. Em 2019, essa taxa estava em 56%. “A baixa maturidade, ausência de método para amparar as iniciativas de indústria 4.0 e escassez de conhecimento sobre a temática tendem a reduzir as taxas de sucesso nas jornadas de transformação 4.0 das indústrias”, acrescenta Pereira.

 

O modelo de avaliação foi desenvolvido pela Acatech, Universidade RWTH Aachen, e outros parceiros da ciência e da indústria. A I4.0MC é uma spin-off que surgiu da construção do modelo e, em conjunto com seus parceiros, já realizou mais de 150 avaliações detalhadas de maturidade em Indústria 4.0 e desenvolvimento de roteiros de transformação digital em indústrias de vários países. A empresa tem um vasto portfolio de serviços de consultoria associados à gestão da transformação digital de empresas de manufatura, todos centrados na aplicação do índice de Maturidade Indústria 4.0 da Acatech

Notícias Relacionadas