Por que a versão Android do Clubhouse não fará tanto sucesso?

03 de Maio de 2021

Após seu sucesso estrondoso ao estrear no ano passado, a rede social de áudio poderá não ter tanto sucesso na sua versão para Android. Veja o porquê.

A rede social Clubhouse foi lançada há mais de um ano, e fez o maior sucesso nos primeiros meses. Não só pela novidade, pela exclusividade em poder ter somente quem tivesse iOS e ter recebido o convite de alguém que já tivesse, mas por seu diferencial: utilizar áudio, ao invés de textos, vídeos e imagens como todas as outras. Não só meros mortais estavam usando, mas inúmeras celebridades e empresas estavam utilizando a rede para manter um contato mais próximo com seu público e até para debater sobre algum tema específico, trazendo profissionais especialistas na área do tema da sala de bate-papo criada. Devido a isso, a rede cresceu exponencialmente em pouco tempo, as outras redes sociais ficaram assustadas com sua concorrente, e começaram a pensar numa maneira de fazer algo semelhante dentro de seus sistemas para não ficar para trás.

Talvez no começo os fundadores do Clubhouse não pensaram que isso poderia ser um problema, mas agora que estão testando uma versão Beta no sistema Android, lançada no dia 2 de maio, eles estão percebendo que essa ação está sendo tomada um pouco tarde. Nesse meio tempo as outras redes sociais criaram suas versões do Clubhouse, formas de interagir através de áudio, tanto para iOS como para Android, e elas começaram a conquistar sua parcela do mercado. Então o Clubhouse não está mais fazendo o seu voo solo, está encontrando cada vez mais concorrência. E seu crescimento está caindo.

Entre fevereiro e março deste ano houve um decréscimo de 72% no número de downloads. De acordo com a Sensor Tower, em fevereiro tinha obtido 9,6 milhões de downloads contra 2,7 milhões em março. 

Seus concorrentes estão vindo com tudo, e tanto para iOS como Android. O Twitter, por exemplo, lançou o Twitter Spaces em dezembro de 2020 para iOS, em março de 2021 para Android, e em breve vai lançar a versão web também. Facebook, Instagram, Telegram, Discord e LinkedIn não ficaram parados e lançaram as suas versões, e até o streaming de música e podcasts Spotify decidiu inovar e anunciou que pretende oferecer dentro de pouco tempo um aplicativo de salas de bate-papo aos seus usuários.

Qual será o futuro dessa revolucionária rede social?

 

Com informações da TecnoBlog, The Next Web, XDA Developers.

Notícias Relacionadas