Florianópolis vai sediar Hackathon mundial de programação

20 de Fevereiro de 2018

A Global Legal Hackathon reunirá os principais nomes de tecnologia, profissionais do direito, programadores e empreendedores entre os dias 23 e 25 de fevereiro. Pela primeira vez, o Brasil será uma das sedes do evento, que acontecerá simultaneamente em 25 países e deve reunir cerca de 10 mil participantes.

A proposta da Global Legal Hackathon é desenvolver soluções inovadoras voltadas para o universo jurídico e, assim, melhorar a vida das pessoas.

O evento será em Florianópolis (SC), na sede da Softplan, empresa desenvolvedora do SAJ (Sistema de Automação da Justiça) que informatiza os principais tribunais do país, foi escolhida para ser a sede brasileira do evento.

O Hackathon, iniciativa da Global Legal Blockchain Consortium e da North Texas Blockchain Alliance, com apoio da IBM, ocorre simultaneamente em outras 50 cidades espalhadas por 25 países do mundo.

A maratona de programação acontece ao longo de 54 horas, entre os dias 23 e 25 de fevereiro na sede da empresa no Sapiens Parque, no norte da ilha de Florianópolis. A expectativa dos organizadores é reunir cerca de 10 mil programadores em todo o mundo. Na Softplan são esperadas cerca de 200 pessoas. As melhores soluções desenvolvidas serão conhecidas em março durante um evento em Nova York.