Escola Sesi Senai do Futuro adota realidade aumentada em sala de aula

13 de Novembro de 2016

A Mostra que aconteceu durante a Olimpíada do Conhecimento 2016, encerrada neste domingo em  Brasília, apresentou  ferramentas que aliam tecnologia e aprendizado, como um aparelho de realidade aumentada que permite interação com o usuário

Dentre as atrações estavam os novos recursos para o aprendizado da ciência. O SESI Ciências, desenvolvido pela entidade catarinense, expôs uma mesa touch com três jogos chamados “A luz é uma Onda”, Matriz Energética e “Faça Você Mesmo”. O participante escolhia o jogo desejado, uma holografia era gerada numa pequena pirâmide colocada em frente à mesa e o estudante podia jogar e se divertir, trabalhando com conceitos da ciência. 

Educação Maker
Este espaço apresentou duas ferramentas que ajudam o estudante a identificar seu próprio perfil, para que ele tenha mais elementos para escolher em que área quer se matricular e estudar.  Os óculos com realidade virtual fazem parte de um aplicativo que conduz o visitante em uma experiência que simula diferentes situações. “Para o SESI investir no desenvolvimento de competências e habilidades de crianças e jovens nos campos das ciências e das tecnologias significa conectar a educação básica e continuada que oferece às novas demandas da sociedade e da indústria”, afirma a coordenadora de educação do SESI/SC, Maria Tereza Hermes Cobra.  

E que tal praticar operações matemática de estimativa e função por meio de jogos online? Esse recurso está acessível na rede de escolas SESI do Rio de Janeiro por meio do projeto SESI Matemática, de 223 escolas da rede estadual, em 12 escolas de Santa Catarina, no Distrito Federal (unidade de Taguatinga) e em quatro estados do Nordeste. A plataforma foi desenvolvida por uma empresa de Londres, adaptada ao currículo brasileiro e traduzida por profissionais do SESI. Também pode ser vista e usada pelos visitantes da OC2016.

A estudante Ana Beatriz Fernandes, de 15 anos, conheceu o projeto SESI Matemática durante visita à OC2016 “Achei isso muito bom porque desenvolve o raciocínio lógico, fica mais fácil aprender. Seria ótimo se todo mundo pudesse ter acesso”, diz a estudante Ana Beatriz Fernandes, de 15 anos, do 1° ano do Ensino Médio do SESI de Taguatinga.

Tecnologia aliada à educação
Na Escola SESI SENAI do Futuro estão representadas sete áreas tecnológicas e como o SENAI leva a educação profissional para o mercado de uma forma inovadora e tecnológica. O espaço apresenta técnicas de aprendizado específicas da educação profissional dentro de cada área do evento e expõe simuladores da área de logística, realidade aumentada e outros projetos. O SENAI de Santa Catarina, por exemplo, apresenta tecnologias educacionais desenvolvidas em Tubarão.

“Estamos representando também as salas de aula do futuro. Não são salas com professor explicando a matéria no quadro. Nas salas de aula que são realidades no SENAI, os alunos trabalham desenvolvendo projetos, em forma de desafios”, explica uma das coordenadoras do espaço na OC2016, Juliana Gavini. Ela se referiu ao Grand Prix SENAI de Inovação, uma prova com desafios reais da indústria em que os alunos propuseram soluções para os problemas apresentados por quatro empresas (O Boticário, Bosch, Renault e Lake´s Fish). 

Indústria do Futuro
Robôs que se comunicam para fazer um produto, sem a intervenção humana e com capacidade, inclusive, de tomar decisões sozinhos. Essa é a indústria inteligente que também esteve presente na Olimpíada do Conhecimento 2016, no espaço Escola do Futuro, com a simulação de produção em plena olimpíada.

Os visitantes puderam ver uma máquina da chamada indústria 4.0 e fizeram seus pedidos no totem e selecionaram as características do produto, como a cor e o formato. O sistema recebia dados da personalização e os robôs davam  sequência à produção, finalizando a produção sem intervenção humana. 

Foto: Ubirajara Machado

Notícias Relacionadas