Dialetto promove cobertura especial do RD Summit para leitores do Acontecendo Aqui

11 de Dezembro de 2013

A equipe de jornalistas da Dialetto 1, provedora de soluções de comunicação para empresas inovadoras

equipe_dialetto_m
A equipe de jornalistas da
Dialetto, provedora de soluções de comunicação para empresas inovadoras de Santa Catarina, participou na última sexta-feira, dia 6 de dezembro, da primeira edição do RD Summit, evento de marketing digital promovido pela empresa catarinense Resultados Digitais
 
Produção de conteúdo digital, geração de leads qualificados, como integrar o marketing e vendas, tendências em marketing digital, o novo SEO, entre outros temas, permearam as palestras do dia, no evento.
 
A Dialetto é parceira da Resultados Digitais no planejamento de estratégias digitais e produção de conteúdo para mais de dez clientes do segmento de tecnologia e inovação de Santa Catarina. Por meio do RD Station, que teve sua segunda versão lançada no evento, a equipe de profissionais da Dialetto promove e acompanha o desenvolvimento da estratégia de marketing digital voltada para geração de leads qualificados.
 
A empresa, além de ser uma das patrocinadoras do RD Summit, participou do painel Geração de Leads por meio do seu diretor, Rodrigo Lóssio, que compartilhou alguns cases e a experiência de integrar ações de comunicação digital com assessoria de imprensa, no segmento de tecnologia.
 
Para marcar a participação dos jornalistas da empresa no RD Summit, a equipe produziu uma série de matérias sobre cada atividade do evento - palestras, painéis e debates - e o Acontecendo Aqui publica, com exclusividade, este material, a partir de hoje. O primeiro que você acompanha agora é um resumo da apresentação realizada por André Siqueira, sócio da Resultados Digitais, na abertura do Seminário.

 

“O SEO não é mais receita de bolo”, diz André Siqueira

Diretor da Resultados Digitais foi um dos palestrantes do RD Summit, em Florianópolis, e deu dicas sobre como impulsionar marcas com conteúdo digital de qualidade

andre siqueiraHá poucos meses, empresas especializadas em SEO (Search Engine Optimization), ou otimização de sites, apagaram as letras S, E e O dos seus nomes. A justificativa é que as conhecidas técnicas já não bastavam para dar relevância pública a um site em buscadores da internet. Ou seja, para fazer uma página aparecer e ser bem ranqueada no Google, é preciso uma visão muito mais abrangente para lidar com o novo SEO. É o que defende o diretor de marketing da Resultados Digitais, André Siqueira, um dos palestrantes do RD Summit, evento sobre marketing de conteúdo realizado na última sexta-feira (6), em Florianópolis.   Para André, ultrapassar a barreira das taxas médias de conversão em clientes de 0,1 a 1,2% dos sites é um desafio dos especialistas na área. Principalmente, porque o Google respondeu à altura às antigas técnicas de SEO, exigindo mais integração nas ações de conteúdo digital com a estratégia da empresa e também uma qualidade fora de série dos textos. Recentemente, o Google aplicou práticas como o Panda, o Pinguim, que pune link buildings sem qualidade, e o Hummingbird (Beija-Flor), que identifica fragilidade do conteúdo, todas com reflexo direto no ranqueamento das páginas. “Antes, os resultados do Google eram facilmente manipulados. No entanto, o SEO não é mais receita de bolo. O Google já consegue entender a intenção e a qualidade de cada página”, explica o especialista da Resultados Digitais. Na prática, segundo André, as regras de SEO são a ponta do iceberg quando se pensa em dar relevância a um site ou blog. “Não adianta fazer conteúdo meia boca. É preciso ser natural, sem ser forçado, escrevendo de forma clara, com boa estrutura de texto e navegação, com divisões de produto, página do blog, assim, o Google vai avaliar bem.”   Na palestra sobre o novo SEO, André listou dicas para alavancar a relevância de um site utilizando recursos como o Google Adwords que, segundo ele, vale a pena investir, principalmente, utilizando keywords long tail. O Linkedin também é um canal indicado devido a segmentação do público, pois a rede social atinge pessoas em grandes empresas, e as divide em grupos. O Facebook, segundo André, é a rede social mais acessível para se promover conteúdo. Por isso, é recomendável, ao menos uma vez por semana, impulsionar a publicação de forma paga.   Outras ferramentas citadas foram o Slideshare e o Youtube, que servem como complemento do conteúdo, para enriquecê-lo e ser valorizado pelo Google. A dica de André é utilizar os vídeos e apresentações nas landing pages, uma forma de mostrar que a empresa é séria. Ainda impopular, o Google + também não pode ser deixado para trás, justamente, por ser desenvolvido pelo Google. E, por último, André cita o “velho e bom” e-mail marketing, subestimado, mas que pode ter resultados dez vezes maiores do que as redes sociais. Por isso, segundo ele, deixe seu mailing sempre atualizado.

Reportagem de Luiz Eduardo Schmitt, da equipe Dialetto, na cobertura especial do RD Summit para o Acontecendo Aqui