BriviaDez debate o uso de dados para orientar negócios

11 de Julho de 2019

Em Florianópolis, lançamento do ciclo de diálogos X Hub reuniu empresários e influenciadores

O desafio de alinhar a transformação digital ao ambiente dos negócios inspirou a BriviaDez a lançar na última terça-feira, 9/7, em Florianópolis, a série de debates X Hub. 

A agência, que tem matriz em Novo Hamburgo, reuniu influenciadores, empresários e profissionais de tecnologia para uma noite de debates e troca de experiências. Na primeira edição do encontro, realizada no Impact Hub Beira Mar, o tema data science esteve no centro da roda de conversa.

Para falar sobre o assunto, foi convidado o head of Data Intelligence da BriviaDez, Wagner Cambruzzi. Pesquisador da matéria há mais de dez anos, ele destacou o papel do acúmulo de dados para nortear estratégias e ações de comunicação. “O data science é uma cultura diferente. Ela se apropria de rastros digitais para responder às perguntas de negócios”, sintetizou. 

A importância dos dados
Segundo Cambruzzi, é consenso entre as empresas mais inovadoras do mundo que os dados são um elemento decisivo. "A principal questão é saber se apropriar de soluções que façam as informações potencializarem negócios. Temos uma infinidade de registros a cada segundo e que, se bem trabalhados, se transformam em tesouro para as organizações”, afirmou, completando que essa transformação digital em curso traz um “novo recurso natural”.

 

Análises preditivas
A partir dessa perspectiva, a empresa pode saber com previsibilidade questões para o futuro e a sustentabilidade do mercado. “Qual o risco de aprovar um financiamento e o cliente não pagar? Quando os geradores da companhia vão quebrar e será necessário reinvestir? Qual a possibilidade de determinada camada social se interessar pelo meu produto a ser lançado na próxima temporada? Podemos saber antes”, exemplificou.

 

Comportamento da audiência
O profissional explicou que é necessário um pente-fino para captar o sentimento do consumidor: a ironia, o desejo, a preferência e o descontentamento. “A partir da análise do que as pessoas escrevem no story do Instagram, por exemplo, conseguimos definir o padrão fotográfico de uma campanha de produto”, ilustrou. A interpretação informa a leitura exata do motivo do like, da negação e da compra. “É uma ordem: capturar os dados, analisar e pensar na estratégia”, citou.

Transformação digital: mundo sem volta
Para o CEO da BriviaDez, Márcio Coelho, é preciso compreender que o digital não é uma plataforma, mas uma cultura recente – embora consolidada – de comportamento humano. “Há muito pouco tempo, o WhatsApp entrou na nossa vida. Hoje, quem consegue deixar de lado essa presença na rotina?”, questionou. 

O executivo complementou que essa fase de transformação global exige reflexões sobre estratégia, experiência e materialização da oferta de serviço. “Precisamos experimentar esse aprendizado, olhando para várias plataformas. A tecnologia, aliada à criatividade, tem uma força poderosa e necessária para engajar e construir valor para as marcas”, afirmou. 

 

LGPD
Coelho lembrou que, a partir de agosto de 2020, passa a vigorar a Lei Geral de Proteção de Dados, que garantirá mais transparência ao processo. Mesmo com mais restrições, o uso de dados para orientar negócios é irreversível. “O que as pessoas consomem, como consomem e qual a razão do consumo? Há uma série de variáveis e de insights que o serviço de data science assegura e antecipa ao investir nesse processo de transformação digital”, defendeu. 

 

X Hub: espaço de diálogo
Para o Chief Business Officer da BriviaDez, Vinícius Lobato, o lançamento do X Hub como projeto de compartilhamento de saber e de cultura de transformação agrega ao ecossistema de comunicação e de empreendedorismo. “Essa prática dialoga com clientes, prospects e profissionais do segmento. Também faz pensar em como gerar experiência é fundamental para legitimar a força da marca”, salientou. 

A prática itinerante terá mais eventos no segundo semestre de 2019. Focado em moda, a próxima edição também deve ocorrer em Santa Catarina, graças à força da indústria têxtil. Depois, a parada será em Portugal, em novembro, ocorrendo em paralelo ao Web Summit, uma das maiores e mais respeitadas conferências tecnológicas do mundo.

 

Briviadez
Atualmente, a BriviaDez possui 170 colaboradores distribuídos nas unidades de Novo Hamburgo (RS), Porto Alegre (RS), Florianópolis (SC) e São Paulo (SP). A empresa administra uma verba publicitária superior a R$ 150 milhões e conta com clientes como Vivo, Votorantim Cimentos, Carrefour, BTG Pactual, rede de supermercados Angeloni e os aeroportos de Florianópolis, Galeão e Guarulhos.

Fotos: Paulinho Sefton

Público convidado pela BriviaDez para o debate o uso de dados para orientar negócios