Artigo | Saída da RD e os Erros que cometi - por Felipe Spina

11 de Setembro de 2018

Foram 3 anos e 6 meses incríveis trabalhando na Resultados Digitais! Nunca vou esquecer desde o dia em que decidi mudar de São Paulo para Florianópolis.

Por Felipe Spina*

Tenho um orgulho enorme por tudo que foi construído pela empresa…


Na foto, foi minha primeira na RD quando teve o primeiro hackathon e depois rolou o "Churrasketing".

Em números (que você já deve ter visto). A Resultados Digitais passou de 1.500 para 12.500. Conquistando também o mercado internacional. As campanhas, que começaram no nível Brasil, estenderam-se para 6 países.


Na foto, foi um reconhecimento do Culture Code e time de marketing da Resultados Digitais dentro do valor "Out-Teach" (muito mais que compartilhar aprendizado e conhecimento, e sim "mastigar" as informações complexas e transforma-la em uma forma simples e fácil de distribuir conhecimento para as pessoas entenderem)

Os números são realmente incríveis mas eu sempre fui mais sensível pelo lado emocional, que tirando os números, as principais motivações e alegria de trabalhar foram pessoas de times fora da curva, uma cultura incrível e a visão onde a empresa pode chegar.

Tivemos a oportunidade de realizar um exercício em grupo para propor como estaria a RD em 2020, Como participei do Business Plan da Resultados Digitais sem ser da diretoria, no qual o grupo que participei, ganhou! (Já estou curioso para chegar em 2020 e ver o quanto desse plano foi feito).


Na foto: O jantar de premiação tinha uma mesinha com "um pouco" de Sushi :P

Mas esse post não é só pra agradecer, gostaria também de compartilhar um pouco dos meus erros durante esta jornada. Sim, é bem difícil falar!

Muitas pessoas tem medo de expor os erros, mas acredito que há muito valor em compartilha-los para aprender em cima deles.

Então, humildemente coloco aqui os meus principais erros e consequentes aprendizados:

1. Educar para depois vender. Amei toda metodologia e processo de jornada de compra. O que posso agora ter certeza que é um modelo replicável.

2. Onde você quer sentar? Essa história de “se oferecerem um lugar no foguete, apenas aceite”, não faz muito sentido! Você precisa imaginar onde quer estar daqui 1 ou 2 anos, pois a velocidade é enorme e coloque energia para isso. O meu erro foi não ter enxergado isso quando estava em 2015.

3. Oportunidade tem para todos mas não espere de ninguém. Vai lá e faz! Foda-se que não está perfeito! Vão rir de você ou achar que você é maluco. Mas no final você vê que evoluiu. Crie a área que você quer trabalhar, né? Cc @Aluysio

4. Faça seu melhor, se for de coração e alinhado com os objetivos do seu trabalho, a opinião dos outros não importa! Tudo isso com muita educação. Esse é um dos Quatro Compromissos segundo o livro de Don Miguel Ruiz:

5. Aproveite para se conectar com pessoas de outras áreas, clientes, parceiros etc. Você enriquece o aprendizado entrando em contato como funcionam coisas que não estão ao seu alcance.

6. Se conheça e invista em nos seus pontos fortes. Independentemente da metodologia ou forma como o DISC, testes, coach, terapia, o importante é o quanto você tá investindo em você para melhorar. Autoconhecimento é o seu melhor investimento. Agradeço o presente que ganhei do @Dé: o livro Descubra Seus Pontos Fortes, de Donald O. Clifton. O livro me me ajudou a descobrir onde eu devo usar minha energia para aprimorar aquilo que eu faço melhor.

7. Saber a hora de escalar. Depois de várias hipóteses erradas temos que sempre refletir a causa. Deu errado? Que sirva de aprendizado para não errar novamente e assim, aprender com o erro. E o que deu certo, ao invés de ir para uma próxima, deve fazer rollout dos acertos.

8. Encontre o modelo que funciona com VOCÊ PRIMEIRO! Por que VOCÊ? Antes de sair por aí fazendo, pense em um processo que funcione. Por exemplo: Se te pedirem para colocar no ar uma campanha hoje, e não estava planejada, primeiro verifique se realmente a demanda é urgente, e coloque em processo como se fosse uma fila de tarefas. Parece simples mas, não é tão fácil organizar, até porque demora para entrar nesse ritmo. Tente um Trello, Pipefy, Asana ou qualquer ferramenta que consiga priorizar suas tarefas. Caso já tenha um modelo de gestão de tarefas já utilizado pela equipe, adapte o seu. Isso aprendi com o @Mineiro

9. Cada dia importa! Metas são diárias. Se não alcançou no dia, vai ter que conseguir o restante que faltou mais a meta diária. Muita atenção, são os milésimos de segundos de troca de pneu que faz um carro de Fórmula 1, ganhar uma corrida. Encontre e arrume cada detalhe o mais rápido.

10. Você vai errar! Aceite que dói menos! Se errar corrija rápido! Aprenda com os erros e admita que aconteceu. Sem medo e sem culpa. Você vai superar isso. Reflita e aprenda.

Esses foram alguns dos aprendizados que lembrei e espero que seja útil para você que leu até aqui.

Acredito que foram momentos muito importante para minha vida e carreira e agora uma nova fase de desafios com riscos maiores.

Quer saber mais? Fique ligado no meu site: fspina.com (tem meus novos cursos online!) ou no meu LinkedIn

Gratidão aos cofundadores, clientes, parceiros, em especial o time de growth & marketing e todos os colaboradores, ou melhor, os RDoers ;)

So, there is a long way ahead! See you around...

fspina


Ps.: Saudade das lives e webinars como o da Semana de Mídia Paga!

 

*Felipe Spina trabalhou como Growth hacker na Resultados Digitais.