Publicidade
ARTIGO | Os vídeos vão dominar o e-commerce em 2024
01 de Fevereiro de 2024

ARTIGO | Os vídeos vão dominar o e-commerce em 2024

A categoria tem se tornado uma ferramenta cada vez mais poderosa no mundo do e-commerce

Publicidade
Twitter Whatsapp Facebook

O e-commerce está em constante evolução e, para se manter à frente, os lojistas precisam estar dispostos a se adaptarem a novas tendências e tecnologias. Nos últimos anos, os vídeos têm se tornado uma ferramenta cada vez mais poderosa no mundo do e-commerce, permitindo que as marcas se conectem de forma mais eficaz com seu público-alvo. E, de acordo com a Associação Brasileira de Comércio Eletrônico (Abcomm), essa tendência só tende a crescer, com a expectativa de que o faturamento do e-commerce atinja R$ 204,27 bilhões em 2024.

Os vídeos têm o poder de transmitir informações de forma clara e envolvente, permitindo que os consumidores tenham uma experiência mais próxima de um atendimento presencial. Além disso, eles são altamente versáteis e podem ser utilizados em diferentes etapas da jornada de compra, desde a apresentação de produtos até a demonstração de uso e a criação de conteúdo educacional.

Publicidade

Uma das principais vantagens do uso de vídeos no e-commerce é a capacidade de personalização. Ao analisar o comportamento e as preferências individuais do seu público, você pode adaptar seu conteúdo de vídeo para atender às suas necessidades específicas. Por exemplo, se você possui uma loja de moda praia, pode criar vídeos que ofereçam sugestões de biquínis de acordo com o biotipo de cada cliente. Essa abordagem personalizada não apenas aumenta as chances de conversão, mas também fortalece o relacionamento com o cliente, mostrando que você está disposto a atender às suas necessidades de maneira individualizada.

Outra estratégia eficaz é experimentar diferentes formatos de vídeos. Ao invés de se limitar a apresentações estáticas dos produtos, você pode mostrar o item de perto, com uma voz em off e legenda no vídeo, destacando seus detalhes e benefícios. Ou então, criar vídeos demonstrativos, com uma pessoa utilizando o produto em diferentes situações. Além disso, é possível produzir conteúdos com dicas de uso dos produtos, explicar a qualidade dos materiais utilizados ou até mesmo falar sobre a história da marca. Essas abordagens criativas ajudam a criar uma experiência mais rica e envolvente para o consumidor, aumentando as chances de que ele se sinta confiante em fazer a compra.

No entanto, o uso de vídeos no e-commerce não se limita apenas ao próprio site da loja. É importante aproveitar esses conteúdos em outros canais, como mídias sociais, marketing por e-mail e até mesmo no WhatsApp (se for o caso de atendimento). Isso não apenas amplia o alcance da sua mensagem, mas também cria uma consistência na comunicação da marca em diferentes plataformas. Por exemplo, se você criar um vídeo de demonstração de um produto, pode compartilhá-lo no Instagram, no Facebook e até mesmo enviá-lo por e-mail para os clientes que demonstraram interesse naquele item específico. Essa abordagem multicanal ajuda a otimizar o trabalho na produção de conteúdo e atendimento, ao mesmo tempo em que atinge um público mais amplo.

À medida que o comércio eletrônico continua a crescer e evoluir, é fundamental que os lojistas estejam dispostos a se adaptar às novas tendências e tecnologias. O uso de vídeos no e-commerce não é apenas uma moda passageira, mas uma tendência para os próximos anos e uma estratégia eficaz para atrair e conquistar clientes, oferecendo uma experiência de compra mais envolvente e personalizada. Em 2024, vemos que o Video Commerce se tornará uma parte ainda mais essencial do cenário do e-commerce, e as marcas que souberem aproveitar essa tendência sairão à frente e estarão bem posicionadas para se destacarem em um mercado cada vez mais competitivo.

Por Raísa Bresolin, COO da Widde.

Foto: Freepik

Publicidade
Publicidade