7 dicas para empresas evitarem fraudes durante a Black Friday

24 de Novembro de 2020

Lista preparada pela Neoway destaca pontos como auditoria e gestão de crises para evitar prejuízos financeiros e danos à imagem das organizações

A Black Friday já é considerada, em alguns casos, a segunda data comercial mais importante para o varejo no Brasil perdendo apenas para o Natal. De acordo com a Ebit/Nielsen, na edição de 2019, as vendas movimentaram mais de R$ 3,2 bilhões. Entretanto, ao mesmo tempo em que os valores em torno da data aumentam, cresce também o número de fraudes.

Segundo o site Reclame Aqui, foram registradas 8.8 mil reclamações de consumidores na Black Friday 2019, alta de 57,6% se comparado ao ano anterior. Além disso, um relatório elaborado pela Kroll revela que 89% das empresas brasileiras já sofreram algum tipo de fraude.

Essas situações podem gerar prejuízos mensuráveis, como os financeiros, e também intangíveis, ligados à imagem e reputação das organizações, por exemplo. Partindo dessa premissa, a Neoway, maior empresa de Big Data Analytics e Inteligência Artificial da América Latina, desenvolveu uma lista com sete dicas para as empresas mitigarem os riscos durante a Black Friday.

Confira:

• A fraude geralmente ocorre por conta de brechas que não foram identificadas. Realize auditorias. É um meio para verificar e prever a prática de fraudes e ocorrência de erros.

• A gestão de riscos é uma ferramenta essencial para antecipar e solucionar vulnerabilidades que possam comprometer o negócio da empresa.

• Monitorar os processos garante mais agilidade, segurança e transparência nas operações.

• É preciso que a empresa crie políticas claras com parâmetros bem definidos que permitam ter uma visão ampla dos riscos de cada operação, possibilitando a rápida identificação e correção de possíveis pontos sensíveis.

• Uma organização é feita pelos seus colaboradores. Invista em treinamentos e construa uma comunicação de mão dupla com eles.

• Conheça seus funcionários, clientes, fornecedores e produtos. Quanto maior a empresa, mais despercebido costuma passar o dia a dia. Entender bem todos os stakeholders, é fundamental para garantir que o comportamento, conduta e perfil de cada um estejam condizentes com a cultura da empresa.

• Criar uma cultura de compliance, que envolva todos os níveis hierárquicos, é fundamental, pois traz definições que contribuem para a integridade, transparência e segurança na relação entre todos no ambiente corporativo.

Notícias Relacionadas