A publicidade digital chega ao campo e leva transformação para o agricultor

15 de Abril de 2019

A publicidade digital está em amplo crescimento e, até 2021, deverá atingir o valor de US$ 376 bilhões

por Victor Canô*

O agronegócio é um dos pilares mais importantes para o Brasil. O setor movimenta cerca de 1/3 do PIB nacional e teve um crescimento de 2,5% e R$ 61,9 bilhões no ano passado. O principal motivo para esse cenário positivo é a nossa imensa capacidade de produção, principalmente pelo solo fértil e clima favorável, o que faz com sejamos bem vistos nacional e, principalmente, internacionalmente.

Como já acontece em outros setores, a agricultura também tem se beneficiado das evoluções tecnológicas e da transformação digital. Vemos muitos agricultores ávidos por novidades que possam facilitar suas vidas, seja melhorando sua relação com a plantação ou ampliando sua presença digital.

Claro que estamos falando de um setor considerado conservador, que ainda busca por informações nas mídias tradicionais (TV, rádio, revistas) ou em eventos. Mas, ao mesmo tempo, vemos que aos poucos o público caminha para o ambiente online, entendendo que essa é a nova realidade para os negócios que desejam permanecer ativos.

Um dos recursos que mais ganha destaque no campo é a publicidade digital. Esse setor está em amplo crescimento e, até 2021, deverá atingir o valor de US$ 376 bilhões. A expectativa para os próximos anos é expandir ainda mais e um dos segmentos a impulsionar esses números é o do agronegócio. Esse setor representa um novo leque de oportunidades, mas também um desafio para os profissionais de publicidade. Isso porque o agronegócio possui regulamentos específicos impostos pelo governo, que impede um pouco a forma das marcas se comunicarem no ambiente online.

Quando você trabalha com a imagem de uma marca nas mídias online, você precisa ser criativo, criar uma rede segmentada e buscar uma curadoria em uma rede específica. Por isso, algumas agências já atuam de forma específica oferecendo serviços que estabeleçam um diálogo eficiente com o homem do campo e com formatos que possam agir de forma assertiva para atrair o público esperado. Felizmente, o Brasil caminha a passos largos nesse setor e já temos exemplos de empresas que apostam na publicidade digital com boas iniciativas, como a Monsanto, Syngenta e Nufarm. Todas elas conseguiram ampliar sua atuação no digital e obtiveram resultados conforme esperado, que puderam ser medidos a partir da conversão de leads, interação e a profundidade de navegação.

Por fim, é imperativo que as agências e profissionais da publicidade digital passem a ampliar seu campo de visão e levem sua expertise para o campo. O agronegócio é solo fértil para quem tem mente aberta e possa ajudar o agricultor a chegar onde não tinha acesso, sem perder de vista suas propriedades.

A publicidade segmentada chegou para ficar e seja você do agro, da saúde, da educação ou qualquer outro setor, o ambiente online é o melhor caminho para se comunicar e engajar público-alvo. Ficar de fora dele é como ignorar um mar de boas oportunidades.

* Victor Canô, CEO da Cazamba, empresa de tecnologia em mídia que permite marcas engajarem com seus consumidores