Propague concentra operação em São Paulo

01 de Fevereiro de 2021

Patrícia Costa assume controle acionário e comando da agência fundada em 1963, com foco em reinvenção e tecnologia voltada à comunicação.

Fundada há 58 anos, em Florianópolis, a Propague consolidará sua operação em São Paulo neste início de 2021, sob o comando de Patrícia Costa, filha de Roberto Costa, ex-presidente da agência e atual presidente do Conselho do Grupo Doc.Sync, criado a partir da fusão da Doc.Sync com a Propague em Santa Catarina, em 2018. O nome Propague ficou exclusivamente para a unidade de São Paulo, onde Patrícia terá 100% do controle acionário. A Doc.Sync Floripa continua sua atuação com os clientes vindos da Propague no estado, além de outros novos.

100% São Paulo
A principal meta com a versão 100% paulistana da Propague é crescer 40% frente ao resultado de 2020. “Mais do que isso, quero ser a agência mais lembrada quando falarmos de experiências tecnológicas e digitais, surpreender nossos clientes com novas tecnologias voltadas à comunicação, superar as barreiras impostas pela pandemia com inovações customizáveis e ágeis”, explica a executiva. Os principais clientes hoje são o Grupo Globo, Globoplay, Accenture, Harley Davidson, Grupo Votorantim: VSA, Banco Votorantim e Votorantim Cimentos, Casa Conectada, Bunge, Ferrero, sendo este dois últimos, clientes que estão com a Propague desde Florianópolis.

360

Patrícia destaca que com este novo formato, irá trabalhar em 2021 um novo escopo do negócio, que até início de 2020 era focado em experiências e eventos presenciais. “Tivemos um resultado surpreendente após as perspectivas do início da pandemia, não tivemos crescimento conforme planejamos, porém tivemos uma reação rápida com soluções inovadoras para o mercado de eventos, como nossa plataforma de interação 360˚”, explica. Antes da pandemia, o foco total da atuação era em eventos presenciais. “Hoje nossos investimentos estão voltados para inovação digital, desenvolvendo experiências diferenciadas e interativas. Trabalhar inteligência artificial e relacionamento otimizando resultados entre marcas e pessoas.”, complementa.

Time
A empresária também é responsável pelo comando criativo da Propague que  hoje é reconhecido pela estética através de soluções sensoriais e tecnológicas. Temos um trabalho colaborativo, com uma equipe jovem e multidisciplinar: principais profissionais: Fernanda Lhaser, diretora de Arte com foco em design; Tiago Zucolo, diretor de arte com foco em digital; Sergio Zanon Video e Digital, Flávia Matsudo, planner voltada a inovação e tendências; Johannes George responsável pelos projetos 3D e Pedro Mesquita, atendimento, Priscila Pacame Produção, Renan Buso, produtor técnico de audio/video.

Histórico da Propague

A Propague foi fundada em 1962 por dois radialistas: Antunes Severo e Rosendo Lima. Nesta época se chamava A.S. Propague. Em 1981, Roberto Costa adquiriu o controle acionário e levou a agência a atuar e ser reconhecida nacionalmente. Os trabalhos históricos da agência no plano nacional foram para a Ceval (hoje Bunge - com mais de 30 anos com a marca Soya), Cerâmica Portobello, Tractebel (atual Engie), Beto Carrero, Farben, Intelbrás, Krona, entre outras, com a conquista de muitos prêmios nacionais e internacionais.

A abertura da filial em São Paulo aconteceu em 2010. De projetos importantes, Patrícia, destaca o estande da Accenture no SAP NOW, um projeto tecnológico e interativo coloca o cliente no centro, como maestro e todas as ferramentas do SAP e da Accenture como instrumentos, a experiência tinha uma parceria com a OSESP e foi considerado o melhor projeto de marketing da Accenture no Mundo; os eventos realizados para Harley Davidson e os projetos digitais feitos para a Globo durante a pandemia, com destaque para as soluções digitais na plataforma proprietária 360˚ para a participação da emissora no CCXP em dezembro passado e a comunicação da nova Globo para o mercado nacional e internacional. Para o Brasil aconteceu no final de 2020 e agora em janeiro de 2021, a plataforma foi desenvolvida em 04 línguas (Inglês, Espanhol, Francês e Alemão) para comunicar o mercado mundial.
 

Notícias Relacionadas