Profissionais de publicidade e marketing lançam a Dark Kitchen Creatives

01 de Março de 2021

Operação independente traz menu personalizado para potencializar marcas e negócios de acordo com cada demanda

Guilherme Jahara, Clariana Regiani, Carlão Fonseca e Flavia Campos

Com o objetivo de atuar de forma mais personalizada e impactar positivamente a trajetória das marcas, os profissionais de publicidade e marketing Guilherme Jahara, Flavia Campos, Clariana Regiani e Carlão Fonseca se unem em sociedade para lançar a Dark Kitchen Creatives.

“A Dark Kitchen nasce para ajudar a construir e acelerar essas marcas que têm fome de escalar e ir além da comunicação, unindo parceria de negócios, resultados rápidos, inovação e propósito”, explica Jahara, que atuará como co-CCO ao lado de Fonseca. “O nome é inspirado exatamente no modelo das dark kitchens: uma cozinha com alta flexibilidade em que os chefs colocam a mão na massa, que se adapta a cada cenário, otimiza processos, custos e trabalha de forma colaborativa, juntando especialidades, talentos e focada sempre na melhor experiência de entrega”, complementa.

Os integrantes dessa nova agência vêm da liderança de algumas das principais agências do Brasil, iniciando uma atuação independente e colaborativa, tendo um novo foco de carreira. “Nossa busca é tão pessoal quanto profissional. Queremos genuinamente construir novos jeitos e fazer a magia acontecer. Não abandonamos nossas carreiras em agências, mas, inspirados em tantos aprendizados, resolvemos virar uma página e começar juntos a transformar ingredientes e marcas com nossas próprias mãos, visão de mundo e histórias profissionais – tão particulares e, ao mesmo tempo, tão complementares. Foi por isso que voltamos para a cozinha”, pontua Flavia Campos.

A Dark Kitchen Creatives atuará com com equipes adaptáveis, adotando talentos e especialistas de acordo com projetos e demandas. Para isso, usará um Menu de Deliveries, que traz projetos de branding, comunicação full, design sprints, ativações, inteligência de dados, conteúdo e produção integrada, que podem ser contratados em conjunto ou de forma customizada. A flexibilidade de entregas permite ainda diferentes modelos de remuneração, de acordo com cada trabalho.

“Mais do que ser mais uma agência, nosso foco é unir essas especialidades para atuar como um parceiro criativo e estratégico, do embrião de uma solução à execução e análise de resultados, entregando inteligência para escalar, desenvolver e potencializar negócios. Uma prateleira onde nada é enlatado e em que as opções podem ser consumidas de forma independente, customizável ou em um menu completo”, destaca Flavia Campos, CSO da Dark Kitchen.

Só nesse primeiro momento, atuando em fase beta, a operação já contou com a colaboração de mais de 20 profissionais e empresas parceiras em seus primeiros projetos. Entre os clientes estão a Ambev, em trabalhos para a água AMA; a Liga de Basquete Feminino (LBF) e a Dr. Jones, startup que é hoje a maior marca de mencare direct to consumer do Brasil. Também estão em desenvolvimento um projeto de branding para uma nova marca, focada em desenvolvimento humano; e outro para uma fintech que apresentará uma nova plataforma nos próximos meses.

“Os primeiros parceiros já mostram um pouco do perfil da Dark Kitchen. Vamos desde uma marca com papel social e visão de futuro no portfólio de uma das maiores empresas do Brasil a uma startup inovadora que está questionando a categoria de beleza masculina, além de uma entidade que olha o esporte feminino de uma maneira especial. É isso que queremos fazer neste novo momento de nossas vidas: apostar em empresas e potencializar resultados de visões novas e que construam melhores relações com as pessoas", detalha Carlão Fonseca.

Notícias Relacionadas