O interesse das marcas e anunciantes na Copa da Rússia

19 de Março de 2018

​​​​​​​Os jogos da copa da Rússia esperam reunir 3,6 bilhões de espectadores e essa é uma ótima oportunidade para as empresas que querem ser vistas pelo público

Brasileiros adoram futebol, mas o esporte chama a atenção de moradores de outros países e acaba sendo uma oportunidade para as empresas investirem em marketing. A Copa da Rússia, que será realizada em 2018, já recebeu investimentos de empresas que esperam divulgar os seus produtos e se aproximar do público.

O número de telespectadores dos jogos é bastante alto. Na copa do mundo de 2014, no Brasil, foram 3,2 bilhões de pessoas que assistiram aos 64 jogos. Para 2018, a expectativa da FIFA é que esse número chegue a 3,6 bilhões.

Algumas marcas já estão garantindo o seu lugar na visão do público. A Adidas estará presente no uniforme de 8 seleções, entre elas a Alemanha, na chuteira de alguns jogadores e também na bola oficial.

Outra marca que vai investir em divulgação é o McDonald’s. A rede de fast-food patrocinará a ida de crianças brasileiras para a copa. Elas entrarão de mãos dadas com os jogadores brasileiros na partida contra a Costa Rica. Durante o período do evento, as lojas terão lanches promocionais que se inspiram nas seleções.

A Coca-Cola está como anunciante na Copa desde 1950 e, para o evento da Rússia, divulgará seus produtos levando a taça para 51 países e 91 cidades. 

A Hyundai investiu o marketing em forma de promoção, incentivando as pessoas a criarem a frase que será estampada no ônibus da seleção brasileira. O vencedor, além de ter sua frase divulgada, ganhará uma viagem para a Rússia com acompanhante e ingressos para assistir aos jogos da seleção.

A Ambev fará o seu marketing na copa da Rússia com o Guaraná Antárctica. Ela será patrocinadora da seleção e lançará latas comemorativas do evento. Para reforçar a imagem, fez parcerias com rostos conhecidos, como o jogador Gabriel Jesus, o surfista Gabriel Medina e o skatista Bob Burnquist.

Tudo na copa da Rússia é marketing
Todas as ações que são realizadas na copa da Rússia não querem apenas divulgar o futebol, elas querem vender um produto, um serviço ou ideia. O mascote oficial ajuda a divulgar o país e uma ideia, nesse caso, será a de preservação ambiental. Mas a venda do boneco também renderá recursos financeiros.

Os embaixadores auxiliam na divulgação do evento e costumam ser pessoas conhecidas. Esses famosos, muitas vezes, são patrocinados por alguma marca e a sua imagem acaba relacionada aos produtos que impulsionam as vendas.

As cidades e o país que recebe os jogos também ganham divulgação e visibilidade pelo mundo. Os costumes locais passam a ser conhecidos e despertam interesse dos turistas. Hotéis, restaurantes e espaços de cultura e lazer aproveitam o momento para divulgar, atrair clientes e ganhar notoriedade.

A FIFA também vai fortalecer a sua marca, que ficou prejudicada após escândalos de desvio de dinheiro. O FIFA Fan Festival permitirá que os fãs de futebol tenham diversas experiências em relação aos jogos e realizem atividades em parceria com o patrocinadores.

Oportunidades na área
Junto com a exposição da marca, várias empresas veem possibilidades de aproveitar a Copa da Rússia, seja na personalização de embalagens até na criação de sites da área, já que a procura pelo tema aumenta. Um novo portal sobre futebol foi lançado recentemente para aproveitar o crescimento dessa demanda, o Notícias de Futebol, por exemplo, mostrando como as oportunidades da área podem ser vantajosas.

As empresas que ainda não pensaram em adotar estratégias ligadas ao tema devem começar a se planejar para aproveitar a temática e aumentarem o faturamento diante de ações de marketing direcionadas à Copa da Rússia.