Publicidade
O Boticário aborda a paternidade ativa e afetiva em nova campanha
27 de Julho de 2022

O Boticário aborda a paternidade ativa e afetiva em nova campanha

Toda a construção da campanha foi ancorada nos resultados da pesquisa “Retratos da Paternidade no Brasil”, encomendada pela marca

Publicidade
Twitter Whatsapp Facebook

No intuito de engajar uma reflexão acerca da paternidade ativa e afetiva, O Boticário convidou cinco pais para protagonizar um experimento social, que se materializou no filme digital da campanha de Dia dos Pais.

A marca parte de uma provocação importante para mostrar como uma educação mais afetiva e comunicativa pode transformar tanto quem está no papel de educador, como quem recebe esses ensinamentos, por meio de trocas, participação e da demonstração de amor e afeto.

Publicidade

O conceito da campanha, idealizada pela PROS, agência de PR da marca, está ancorado nos dados obtidos pela pesquisa inédita, Retrato da Paternidade e Educação do Brasil, encomendada por Boticário e conduzida pela Grimpa, Consultoria de Pesquisa de Mercado e Consumer Insights.

Mais expressão de afeto e diálogo

O estudo ouviu mil pais de todas as regiões do Brasil, de 25 a 55 anos, das classes A, B e C, com filhos de 5 a 15 anos, e revelou que, entre os pais das gerações Millenial e X, há maior grau de identificação com uma paternidade participativa com mais expressão de afeto e diálogo, bem como sinais que apontam maior consciência de suas responsabilidades. Para a marca, os dados demonstram que a paternidade, muitas vezes, pode transformar o pai, que, consequentemente, pode ser considerado um referencial e exemplo para seus filhos e suas filhas.

A fim de materializar os aprendizados obtidos com a pesquisa e propor discussões sobre o tema, o Boticário reuniu cinco pais, que, junto aos seus filhos, fizeram relatos emocionantes em posição de protagonismo de uma conversa sobre conexão e responsabilidade paterna. O filme, produzido pela produtora Ultravioleta, traz relevância para a paternidade, permeando o vínculo, a troca e demonstrando o interesse dos pais ouvidos em uma paternidade mais propositiva, ativa e afetuosa, como reflexo também do estudo inédito encomendado pela marca.

Expressões e conceitos populares foram colocados em uma dinâmica de perguntas e respostas, entre pais e filhos, trazendo como mensagem residual o poder de transformação que um pai pode desempenhar na vida de um filho e, consequentemente, em si – a partir da revisão de conduta e de padrões socialmente repetidos e perpetuados entre gerações.

Para Fernanda Tchernobilsky, Co-Ceo da PROS, a campanha é capaz de gerar discussões importantes e latentes. “Partindo da educação de crianças como uma responsabilidade social, idealizamos uma campanha capaz de tensionar temas que merecem atenção por serem atuais e, sobretudo, por serem necessários. A campanha traz, na voz de pais anônimos, um potencial de transformação por meio do afeto, da conexão genuína e da educação como maior legado”, explica.

Conexão entre pai e filho

A executiva Marcela De Masi Nogueira explica que o conceito da campanha foi pensado para trazer protagonismo para a paternidade afetiva frente à conexão entre pai e filho. “Criar um filme que é, na verdade, um experimento social construído a partir de insumos de uma pesquisa quantitativa nos permitiu propor conversas que impactam diretamente na sociedade. Queremos convidar os pais brasileiros para essa conversa acolhedora, que é a materialização do nosso compromisso em celebrar e incentivar uma paternidade ativa e consequentemente uma sociedade mais equânime, cuja educação é o maior propósito, e o amor e a troca, os principais fios condutores. O tema, além de relevante, é de interesse de todas as marcas que integram o Grupo Boticário e têm trabalhado de maneira estruturada”, explica.

O Grupo Boticário é uma das primeiras empresas do Brasil a oferecer a Licença Parental Universal para os 12 mil colaboradores, independentemente de gênero ou configuração familiar: são 180 dias para mães ou pessoas que gestam e 120 obrigatórios para pais não gestantes. A iniciativa fortalece os nossos compromissos pela diversidade, inclusão e equidade de gênero. E, claro, representa um passo importante para uma sociedade mais igualitária. Desde a implantação da licença parental universal, somamos 776 beneficiados, sendo 24% pais.

 

Ficha técnica:
Diretora de Conta: Ana Assaly
Gerente da Conta: Alice Zeitune
Coordenadora da Conta: Daniela Sartori
Atendimento PR: Mariana Barbosa
Assistente PR: Beatriz Siqueira
Gerente de Projeto: Gabriela Fioroto
Atendimento de Projeto: Bianca Santiago
Diretor de Criação: Katia Santos
Gerente de Planejamento: Pedro Capelão
Planejamento: Tatiana Paladino
Diretor de Arte: Leonardo Calvão
Redatora: Carla Silva
Diretor de Produção: André Patrício
Coordenador de Produção: Alexandre Quaglio

Ficha técnica Ultravioleta:
Diretor – Rodrigo Rebouças
Produção executiva – Roberta Reigado/Carlos Guedes (Cebola)/Gilberto Pires (Gibinha)
Atendimento – Marina Dodi/Bárbara Matsuda
Coordenação de Produção – Cadu Dantas/Adressa Miyasato/Cyntia Gama
Coordenação de Pesquisa – Vera Esteves
Direção de Arte: Danielle D’Ávilla
Diretor de Fotografia – Thiago Beck
Diretor de Produção – Arabi Mesquita
Ass. de Direção – Karine Damiani
Produtora – Casmurro e Erika Mesquista
Produção de Elenco: Daniel Ortega
Produção de Locação: 3T (Taise e Fabi)
Assistente de Elenco: Rose Martins
Coordenador de Pós: Rodrigo Parente
Montador: Sergio Dinis
Correção de Cor: Psycho’n look
Pós-produção: Space Gorilla
Finalizador: Rafael Hernandes

Publicidade
Publicidade