Mercado ganha B.done, empresa focada  na conexão de agências, veículos de mídia e marcas

23 de Setembro de 2020

Seu propósito é impulsionar os resultados de marketing e negócios

Da esquerda para a direita Juliana Verna, Cáh Morandi e Débora.Brauhardt

Três empreendedoras e um negócio que cresceu na pandemia
Cáh Morandi, Débora Brauhardt e Juliana Verna, apostaram num 
novo modelo de negócios na indústria criativa do marketing, 
home office e overseas, que vem dando muito certo

A B.done é uma empresa idealizada por três empreendedoras, que construíram suas carreiras em marketing e vendas  em grandes empresas de tecnologia e agências, e decidiram criar sua própria solução  para suprir um gap  no mercado brasileiro: gerar e intermediar negócios na indústria criativa do marketing.

“Identifiquei que havia muitas empresas com deficiências em marketing dentro do contexto de transformação digital e que não tinham nem ideia de como encontrar os parceiros e tecnologias de marketing  mais adequadas aos seus desafios. Por outro lado, as agências e os veículos de mídia sempre tiveram dificuldade de construir uma estratégia de negócios pró-ativa. Percebi que poderia conectar esses pontos, e resolver dores latentes para ambos os lados intermediando estas relações.”, conta Cáh Morandi.

Nesse momento, a Débora Brauhardt, que é especialista em Criatividade e Inovação, com mais de 12 anos de carreira em estratégias de negócios, marketing, customer success, gestão e internacionalização em empresas, foi convidada como sócia e integrar o board nesta empreitada, mesmo que à distância.

“Estou há um ano na Austrália, e enfrento o desafio um fuso completamente diferente. Mas percebemos que o nosso trabalho poderia muito mais serem complementares em diferentes fusos e isso não é uma barreira para nossas ações e resultados. Não dependemos de um espaço físico para funcionar e temos papéis bem distribuídos. O home office nos dá liberdade para agir com independência, e, ao mesmo tempo, há uma sintonia de ideias muito boa entre nós. Fora que a experiência de morar fora tem contribuído bastante com pontos de vista diferentes para nosso negócio. Vemos com uma oportunidade, não como dificuldade”, diz Débora.    

E completando o time está Juliana Verna, também co-founder, especialista em Marketing Digital, com 10 anos de experiência em desenvolvimento de negócios, estratégias de prospecção e ABM em agências digitais e empresas.

 

Ela conta que o dia-a-dia anda agitado porque o mercado vem demandando muito, sejas pelas agências, veículos de mídia ou pela necessidade latente das marcas encontrarem novos parceiros para seus desafios. “Para ter uma ideia, em cinco meses de empresa já estamos com oito pessoas. Contamos com um time forte de analistas de inteligência comercia, executivas de negócios e também uma analista de dados que cuida da nossa base de mais de 30.000 contatos. . Nosso portfólio de clientes também cresceu rapidamente, e hoje contamos com agências e veículos de mídia como  Mobees, El Camino, Gsaúde, React, Today, e MMova, A&E Networks - dos canais A&E, History, History e Lifetime, e o movimento Transformação Criativa”, detalha. 

Cáh Morandi acrescenta que o terceiro trimestre apresenta novas perspectivas de expansão: “Passamos bem, ou melhor, crescemos significativamente nos meses mais delicados do ano, por isso, temos planos audaciosos de crescimento ainda em 2020,  visto que há indícios de uma forte retomada econômica em diversos setores”.

Notícias Relacionadas