Martin Sorrell deixa o cargo de CEO no grupo WPP após 33 anos 

16 de Abril de 2018

Foto: Reprodução/AdWeek

A WPP, maior empresa de publicidade do mundo, confirmou a renúncia de seu CEO após 33 anos no cargo. De acordo com o AdWeek, a notícia da saída de Martin Sorrell vem após uma investigação sobre alegações de "má conduta pessoal" e "uso indevido de ativos da empresa".

Em um comunicado, o grupo WPP afirma que ao deixar a empresa, Martin será tratado como aposentado, conforme detalhado na Política de Remuneração dos Diretores. “Eu obviamente estou triste em deixar a WPP depois de 33 anos”, afirmou Sorrell em seu próprio comunicado. “Tem sido uma paixão, foco e fonte de energia por tanto tempo. No entanto, acredito que é no melhor interesse do negócio se eu me demitir agora. Deixo a Companhia em boas mãos, como o Conselho sabe”, destacou.

O executivo Roberto Quarta, presidente da WPP, assume o cargo até a nomeação de um novo diretor executivo. O CEO da Wunderman, Mark Read, e Andrew Scott, diretor de desenvolvimento corporativo da WPP e diretor de operações da Europa, dividirão o papel de diretor de operações.