D-hub se adapta ao "novo normal" com rebranding e novo sócio

18 de Maio de 2020

Consultora de inovação e negócios internacionais passa a chamar-se Mauá Ventures

Da esquerda para a direita: Marcus Rocha, Carlos Felipe Rocha, Daniel Eduardo de Araújo e Delton Batista No celular, Haroldo Sato (executivo internacional) e Daniel Araújo (investidor)

Lançada em 2019, com base em Santa Catarina e operação global a partir de Portugal e Espanha, a D-Hub, consultoria de inovação e negócios internacionais, alcançou importantes conquistas em seu primeiro ano. Deu início a projetos de inovação aberta e realizou eventos em Joinville, Blumenau e Florianópolis. No mercado europeu, desenvolveu parcerias com centros de inovação e planos de internacionalização de empresas de tecnologia.

No entanto, a explosão da pandemia de coronavírus na Europa, ainda no início de 2020, provocou uma mudança radical de planos para a empresa, resultando em um novo posicionamento e um novo nome: Mauá Ventures. “Tivemos que reavaliar a nossa estrutura, proposta de valor e atividades prioritárias, buscando uma rápida adaptação ao novo contexto global e às necessidades do mercado brasileiro”, explica o CEO da Mauá, Daniel Eduardo de Araújo.

A escolha do nome tem como objetivo resgatar as lições sobre inovação e resiliência produzidas pelo Barão e, depois, Visconde de Mauá. “Pioneiro em diversos segmentos da economia, ele soube empreender em meio a grandes mudanças nos padrões sociais e nas dinâmicas de mercado, nos servindo como inspiração para enfrentar a crise, alinhando a estratégia às novas tendências tecnológicas e mercadológicas”, destaca Delton Batista, Chairman da Mauá Ventures.

Executivo global, empreendedor e investidor com mais de 20 anos de experiência nas áreas de inovação e marketing, em grandes empresas nacionais e multinacionais, co-autor do livro ‘Gestão de Marketing para Executivos Brasileiros’, Carlos Felipe Rocha uniu-se ao grupo como co-fundador e VP de Marketing e Estratégia da Mauá. “Buscamos reformular a nossa oferta e reposicionar a empresa no mercado”, ele relata. A definição adotada foi “uma assessoria estratégica e prática, com soluções nas áreas de inovação e gestão, para empresas de médio a grande porte e organizações públicas, visando a criação de valor para todos os stakeholders através de conexões e projetos inovadores”, sintetiza o executivo.

O portfólio passou a contar com uma oferta completa de serviços, que auxiliam as empresa a responder de forma ágil e prática às mudanças estruturais causadas pela transformação digital e pela ‘nova normalidade’. “Acreditamos na criação de um futuro sustentável para as organizações através da gestão estratégica da inovação e da interação estruturada com ecossistemas inovadores, tanto para identificar oportunidades de crescimento como para superar desafios de eficiência operacional”, expõe Marcus Rocha, VP de Inovação e Produtos da Mauá.

No plano internacional, a Mauá manteve a parceria estratégica com o CEiiA, um dos principais centros de inovação e engenharia da Europa. O acordo foi assinado no Web Summit de 2019, na presença do Secretário de Estado e Ministro Adjunto da Economia de Portugal, João Neves.

 


Sede do CEiiA, em Matosinhos – região metropolitana do Porto.

 

O CEiiA atua em projetos complexos há mais de 12 anos e possui soluções de mobilidade sustentável implementadas em mais de 70 cidades no mundo. É uma das entidades que trabalha diretamente com a ONU para desenvolver soluções inovadoras para os objetivos globais de sustentabilidade. A Mauá Ventures é responsável por comercializar e prestar suporte operacional às soluções do CEiiA no Brasil. “Criamos uma grande relação de confiança para atuar em áreas disruptivas: espaço, oceanos e toda a questão da mobilidade”, relata Gualter Crisóstomo, Diretor de Sustentabilidade e Governança Corporativa do CEiiA e Embaixador do Pacto Global da ONU em Portugal.

A Mauá Ventures também está trabalhando em conjunto com diferentes organizações catarinenses da iniciativa privada, do associativismo e da academia – a exemplo da recém firmada parceria com a Esag/Udesc – para fortalecer o ecossistema local e gerar valor através da inovação. “Em breve estaremos divulgando resultados e novos projetos”, declara Daniel, otimista com o futuro. “Ainda temos uma crise para atravessar, mas liderar a retomada depende de ações enérgicas, que precisam ser planejadas e implementadas agora, para garantir vantagem competitiva”, conclui o CEO.

 

Assista à explicação dos sócios sobre a mudança:

 

 

ASSUNTOS RELACIONADOS

Notícias Relacionadas