CENP MEIOS divulga montante investido em mídia em 2018

11 de Abril de 2019

Apuração foi feita com as 78 maiores agências publicitárias do Brasil

Na tarde desta quarta-feira, 10/4, o Conselho Executivo das Normas-Padrão-CENP divulgou os números  referentes aos investimentos em mídia no ano de 2018. O levantamento foi feito pelo Cenp-Meios.

A apuração foi realizada com as 78 agências publicitárias com maior receita no Brasil. O indicador cobre mais de 60% do investimento em mídia, estimativa em comparação aos dados do Monitor Evolution da Kantar Ibope Media.

Cenp-Meios indica que em 2018 foram investidos R$ 16,5 bilhões em compra de mídia no Brasil. Em 2017 o montante totalizou R$ 16,4 bilhões. No primeiro semestre de 2018 foram investidos R$ 7,67 bilhões

TV
Em 2018 a TV aberta manteve a maior fatia do bolo publicitário: 58,3%. No ano anterior essa participação foi de 58,7%.

Internet
Comparando 2018 com 2017, esse meio cresceu 2,9 p.p., respondendo por 17,7% do bolo contra 14,8% em 2017.

OOH
Esse meio cresceu em 2018 quando alcançou 8,4% de participação contra 7,6% em 2017. 

Investimentos erm mídia janeiro a dezembro de 2018

MEIO                        Valor Faturado (000)     Share (%)
CINEMA                   R$ 48.906         0.3%
INTERNET               R$ 2.921.328         17.7%
JORNAL                   R$ 395.640         2.4%
OOH                         R$ 1.391.865         7.7%
RÁDIO                     R$ 659.877         4%
REVISTA                  R$ 256.575         1.6%
TV ABERTA             R$ 9.642.777         58.3%
TV ASSINATURA    R$ 1.224.230         7.4%
Total                        R$ 16.541.198        100,0%

 

 

Investimento por Região - Via agências

REGIÕES                 Valor Faturado (000)     Share (%)
CENTRO-OESTE     R$ 311.550                      1.9%
NORDESTE             R$ 694.463                      4.2%
NORTE                     R$ 135.766                      0.8%
SUDESTE                R$ 4.185.329                   25.3%
SUL                          R$ 767.384                      4.6%
NACIONAL               R$ 10.446.706                 63.2%
Total                         R$ 16.541.198                100,0%

Fonte
CENP-Meios é um sistema do CENP - Conselho Executivo das Normas-Padrão que totaliza metadados referentes a compras de mídia realizadas por agências certificadas por ordem e conta de clientes-anunciantes. Os valores são totalizados e agregados por meio, período ou região, não sendo obtidos pelo sistema quaisquer dados reais negociados individualmente em cada transação. Saiba mais.

Notas gerais:
¹Mercado Nacional: refere-se às veiculações em tempo e/ou espaço simultâneo, em todas as praças de abrangência do veículo de comunicação, não se confundindo com a consolidação dos resultados por praça ou região. O mercado nacional pode ser considerado como mais uma região.

²Conheça as Agências participantes do sistema CENP-Meios

³Os dados dos meios Jornal, Revista e TV por Assinatura, ainda não incluem as veiculações nas demais plataformas daqueles meios, pois foi em maio/18 que esta deliberação ocorreu. Considerando os esclarecimentos prestados no item 13 do “Perguntas e Respostas”, bem como as implementações tecnológicas finalizadas em agosto desse ano, o CENP-Meios passará a receber os dados consolidados naqueles meios, possivelmente a partir do 2º semestre de 2018.

*Investimento em Mídia: Investimentos em mídia referem-se aos valores recebidos pelos veículos. 
Para se obter o investimento total realizado pelos anunciantes basta acrescentar o valor referente ao desconto-padrão (20%) multiplicando por 1,25.

** Valor Faturado é a remuneração do Veículo de Comunicação, resultado da diferença entre o “Valor Negociado” e o “Desconto-Padrão”.

Valor Negociado é o valor fixado na lista pública de preços dos Veículos de Comunicação, já deduzidos os descontos comerciais.

Desconto-Padrão de Agência ou simplesmente Desconto-Padrão é a remuneração da Agência de Publicidade pela concepção, execução e distribuição de propaganda, por ordem e conta de clientes anunciantes, na forma de percentual estabelecido pelas Normas-Padrão, calculado sobre o “Valor Negociado”, cuja recomendação normativa é que o seu valor não seja inferior à 20%.