Qual o futuro da profissão de publicitário em meio às novas tecnologias?

20 de Março de 2018

Todas as profissões estão passando por fortes transformações em meio ao desenvolvimento de novas tecnologias, mas qual será o futuro do publicitário?

Recentemente, o Google anunciou que passará a bloquear anúncios que parecem spam ou intrusivos a partir do dia 15 de fevereiro. A ideia é entregar uma experiência melhor online e o Google deixará de exibir anúncios que não se enquadrem no padrão determinado pela Coalizão por Melhores Anúncios (https://www.betterads.org/standards/). A atitude força os publicitários a pensarem em soluções diferentes e oferecer campanhas mais inteligentes e agradáveis aos consumidores.

Um estudo global da Tata Consultancy Services, realizado em 13 setores da indústria, mostrou que cerca de 30% das empresas acreditam que o maior impacto da Inteligência Artificial (IA) até 2020 será em vendas, marketing ou atendimento ao cliente. Hoje já é possível criar anúncios que são adaptáveis de acordo com a reação das pessoas em um ponto de ônibus. Com o tempo, cada vez mais a AI estará presente na publicidade para melhorar e aumentar os resultados das campanhas. O papel do profissional irá se modificar de acordo com o desenvolvimento dessas novas ferramentas.

Na opinião de David Reck, CEO e Fundador da Reamp - empresa especializada em soluções para mídia publicitária e gestão de dados, “um dos desafios dos novos publicitários será a criatividade para entregar uma mensagem contextualizada, por meio do benefício do uso de dados e tecnologias, mas que continue sendo uma propaganda ativa”.

O AcontecendoAqui convida seus leitores e comentarem sobre o assunto, ressaltando os desafios para a profissão e dicas para que esse profissional se prepare para o futuro.