ENTREVISTA | Raphael Pereira, Gerente de Tecnologia da Arcon

04 de Março de 2016

O tema da entrevista é o anúncio de que o WhatsApp vai permitir o compartilhamento de arquivos

A notícia divulgada na última quarta-feira, 02/03, de que o aplicativo vai possibilitar o compartilhamento de arquivos causou preocupação em alguns setores, principalmente nas grandes corporações, porquanto envolve questões de segurança. AcontecendoAqui analisou as reações e análises de especialistas em segurança e traz ao seu público uma entrevista com executivo da Arcon, destacando os principais desafios que as empresas deverão enfrentar com o advento desta tecnologia no mundo corporativo.

AcontecendoAqui - O uso do WhatsApp deve ser aceito pelas empresas?

Raphael Pereira - Toda decisão deve se basear nas características e necessidades do negócio utilizando como ferramenta o processo de Gestão de Riscos. Empresas que precisam de mobilidade/agilidade podem contar com o uso de ferramentas como o WhatsApp para suportar o seu negócio, transmitindo informações não confidenciais ou controladas. 

AcontecendoAqui - Há casos em que empresas foram prejudicadas pelo uso do aplicativo? 

Raphael Pereira - Várias empresas foram prejudicadas neste ano quando um Juiz de SP determinou o bloqueio de uso do WhatsaApp, já que o processo de comunicação do negócio estava estruturado na plataforma. Já é uma realidade corporativa.

AcontecendoAqui - Compartilhar arquivos por aplicativos é seguro?

Raphael Pereira - O meio não é seguro assim como a transferência na Internet. A adoção de mecanismos de criptografia deve ser considerada quando requer privacidade da informação.

AcontecendoAqui - Como usar essa ferramenta de maneira segura?

Raphael Pereira - Definir uma política do que pode ser tratada por este canal de comunicação, estabelecer controles para os dispositivos móveis (antivírus, Data Loss Prevention, Criptografia, entre outros) e treinar os usuários em Segurança da Informação.

AcontecendoAqui - Quais são as recomendações para as empresas que concordarem com a utilização desta ferramenta?

Raphael Pereira - Após a implementação dos controles adequados, é necessário ter um processo claro de gestão e monitoração de segurança. Estabelecer na Politica de Classificação da Informação quais informações podem ser manuseadas em dispositivos móveis e trafegadas por este meio. 

AcontecendoAqui - Quais setores correm mais riscos com a adoção desta tecnologia? Quais podem se beneficiar?

Raphael Pereira - Não existe um setor especifico que tenha maior ou menor risco com a adoção desta tecnologia. Depende sempre da avaliação de risco e em qual processo será usado.  Vejo benefícios diretos de redução de custo e otimização da comunicação interna e com os clientes nos segmentos de Logística, Financeira, Seguradoras e outros mercados que adotam o SMS como ferramenta de comunicação. O WhatsApp pode ser no futuro um SMS com mais funcionalidades.

Sobre a Arcon
Atuando no mercado nacional desde 1995, a Arcon é especializada em segurança de TI com foco em serviços gerenciados de segurança (MSS – Managed Security Services). Com um completo portfólio e sólidas parcerias com os principais fabricantes do mundo, a empresa monitora e gerencia ambientes, mitiga os riscos e previne incidentes em empresas de grande porte.  A partir de seus SOCs, a Arcon processa +2 bilhões de eventos por dia, protege mais de 600.000 ativos e possui inteligência de segurança única na América Latina.
É a única empresa de serviços gerenciados de segurança no ranking Exame PME 2015 das empresas que mais crescem no Brasil. Nos últimos anos, firmou-se como líder no mercado brasileiro de MSS, tendo conquistado, o primeiro lugar em MSS no ranking Anuário Outsourcing por 4 anos consecutivos.

Notícias Relacionadas