Publicidade
Startup Monking, de Florianópolis, realiza expansão internacional
22 de Junho de 2022

Startup Monking, de Florianópolis, realiza expansão internacional

Grupo de comunicação faz seu primeiro trabalho em Miami, na Flórida

Publicidade
Twitter Whatsapp Facebook

A Monking – startup de Florianópolis que nasceu em 2016, dentro da UFSC e que possui um estúdio dentro da ACATE e um escritório em São Paulo – realizou recentemente sua expansão para Miami, nos EUA.

A Monking tem como trunfo a sua forte cultura de inovação, trazendo qualidade e diversão para resolver problemas de comunicação.

Publicidade

Com muita força no mercado do Marketing Digital, ampliou seus horizontes e passou a integrar o ecossistema de inovação das startups com um estúdio montado dentro da Associação Catarinense de Tecnologia (ACATE), em Floripa, no ano de 2021. No mesmo ano, a empresa também teve sua expansão para São Paulo, onde abriu o seu segundo escritório.

Hoje, 6 anos depois de sua formação e com um time que triplicou durante a pandemia, a Monking cresce ainda mais e se posiciona como uma startup que oferece as mais diversas soluções em comunicação, vídeos e estratégias. Seu portfólio ainda conta com serviços como plataforma de design, Impressora 3D, Editora, produção de pitches, um podcast, que é transmitido diretamente do estúdio na ACATE e materiais audiovisuais, além da expertise no marketing on-line e off-line.

De Floripa para o mundo, a Monking alcança galhos cada vez mais altos e escreve a sua história ao lado de clientes como Ambev, O Boticário, Unimed, Doctoralia, Mormaii e de uma parceria recente com o mercado dos NFTs. Não satisfeita, recentemente a empresa realizou seu primeiro trabalho internacional, em Miami, na Flórida (EUA), prestando serviços para clientes do ramo da tecnologia e informação. “Sempre existiu a expectativa de expansão da Monking, e esse ano veio a realização desse sonho com os dois projetos que executamos nos EUA durante um mês. O objetivo é manter a recorrência com esses clientes, sonhando cada vez mais alto, inclusive já existe uma conversa com uma empresa de Portugal.” Contou Eduardo Vieira, CEO e fundador da Monking.

 

Publicidade
Publicidade