Salon Line e Spotify dão visibilidade a artistas anônimos com o projeto Me Grava

19 de Abril de 2021

Iniciativa irá divulgar um novo nome da cena musical todo mês até o final do ano

Cacau Galvão (Divulgação)

Buscando mostrar ao público os talentos musicais que surgem na internet mas que muitas vezes não têm a visibilidade que merecem, a Salon Line desenvolveu o projeto "Me Grava".

Sob a curadoria do cantor Max de Castro, a cada mês a marca irá apresentar novas vozes da cena através de um clipe com a direção do produtor e também receber uma consultoria musical. O projeto conta ainda com a parceria do Spotify, que veiculará as músicas na sua plataforma - além de estarem também no YouTube e nas redes sociais da Salon Line.

"Pela minha visão, o projeto é muito mais do que uma simples exposição, uma janela para o estrelato, uma verdadeira experiência na formação e estruturação de uma carreira musical no século XXl, integrada em seu tempo e suas ferramentas e artimanhas, mas referenciado no melhor da tradição musical brasileira. Eu como criador, produtor musical e artista, me sinto lisonjeado com a oportunidade de poder trabalhar com artistas tão diferentes, de geração, de lugar. Eu que já tive a sorte de apreender com grandes nomes, agora posso compartilhar esse conhecimento e de alguma maneira contribuir com o processo de transformação do mundo.", afirma Max de Castro.

Quem estrelou a iniciativa foi a cantora Cacau Galvão, que gravou o clipe da música autoral Setembro. "A música sempre foi o que deu sentido para a minha vida, tive momentos em que fiquei perdida e foi por ela que encontrei um sentido, tanto profissional quanto pessoal, é a minha verdade. Quando fiquei sabendo do projeto Me Grava, pela chef do restaurante que canto, ela que me deu a primeira oportunidade de me apresentar, achei surreal e quis mandar o vídeo. Não imaginava que hoje se tornaria a grande oportunidade da minha vida, ainda estou vivendo como se fosse um sonho. Ser produzida pelo Max e ele ainda deixar a música do jeitinho que pensei e com a minha identidade, é surreal", comenta a cantora.

Confira:

 

 

Agora, chega a vez de A Vitória, com a canção É Só Prosseguir, de sua autoria. 

 

A Vitória (Divulgação)

 

Os artistas que quiserem participar do projeto devem gravar uma música autoral (ou não) e postar no seu perfil no Instagram com a hashtag #MeGravaSalonLine. A partir daí, toda a equipe responsável fará a curadoria das vozes para participarem do projeto que tem como objetivo até o final do ano revelar diversos músicos.

"O mercado é muito limitado e a visibilidade nem sempre é fácil, pensamos em ajudar essas novas artistas, dando janela por meio do reconhecimento que já temos, por isso no mês das mulheres escolhemos uma voz feminina", afirma o diretor de criação da Salon Line, Alexandre Manisck.

 

Notícias Relacionadas