O conhecimento corporativo como um diferencial da sua empresa

08 de Junho de 2015

Conheça a gestão do conhecimento, uma nova exigência do mercado que envolve a compreensão de suas características e das necessidades individuais e coletivas.

O ambiente organizacional passa constantemente por alterações que fazem com que as empresas tenham que adequar sua forma de atuação, principalmente porquê possuem o intuito de se manterem competitivas e flexíveis. Somente com o entendimento destas novas exigências e necessidades do mercado ela pode traçar ações corretas e eficientes para potencializar seu crescimento. Uma dessas novas exigências é a gestão do conhecimento,que passa, invariavelmente, pela compreensão das características e demandas do mercado competitivo, além de compreender as necessidades individuais e coletivas.

É crucial que as empresas entendam que, com o mercado variável e acirrado que vivemos hoje, o conhecimento se tornou um ativo indispensável, ainda mais que ativos físicos e financeiros, para uma empresa sobreviver e se diferenciar competitivamente. Ele permitirá que sejam desenvolvidos produtos com maior valor agregado e a custos inferiores.

A maior parte deste conhecimento já está dentro da própria organização, contudo, por falta de práticas de registro e disseminação, ele se encontra oculto e inacessível. Por isso é necessária a criação de um ambiente próprio para identificação, criação, disseminação gestão do conhecimento.Apenas desta forma a empresavai caminhar para atingir todo seu potencial.

Por outro lado, nem todo conhecimento que a organização necessita para se diferenciar de seus concorrentes já está dentro dela e, para suprir essa falta, é preciso contratar treinadores ou pessoas externas que forneçam treinamentos. No cenário ideal, a empresa faria essas contratações em abundância, entretanto, por fatores temporais, físicos e financeiros ela precisa focar em quais mais necessita. Para entender qual deve ser o foco, algumas perguntas podem ajudar o gestor durante a tomada de decisão: “Quais habilidades técnicas e não técnicas eu preciso que meus liderados desenvolvam para chegarmos aos objetivos da empresa?”, “Quais conhecimentos são fundamentais para o sucesso organizacional?” e “O que nos impede de atingir resultados muito maiores do que fazemos hoje?”.

Após a identificação e entendimento do que é necessário para que a organização se mantenha competitiva, é necessário encontrar formas de buscar novos conhecimentos e de manter aqueles que são essenciais, fazendo com que se tornem culturais no ambiente organizacional. No entanto, a não ser que, a partir da gestão do conhecimento, elese torne explícito, não pode ser disseminado facilmente pela organização para gerar uma cultura. Ou seja, a gestão do conhecimento organizacional e sua criação é uma interação contínua e dinâmica entre as partes tácitas e explícitas.

As transferências entre os diferentes modos de conversão e gestão do conhecimento geram essa interação, que, geralmente, inicia com o modo de socialização - onde há a construção de um "campo" de interação que facilita o compartilhamento de experiências e modelos mentais. Após esse modo, com o intuito de externalizá-lo, é desencadeado o "diálogo ou reflexão coletiva" para que, em terceiro lugar, no modo de combinação, seja desencadeada uma “rede do conhecimento” recentemente criado e dojá existente em outras áreas da organização. Por fim, o "aprender fazendo" desencadeia a internalização e disseminação organizacional.

Quando o conhecimento tácito dos indivíduos é convertido e cristalizado na base da criação e gestão do conhecimento organizacional, cria-se a "espiral do conhecimento", onde, a interação ente o tácito e o explícito tomar-se maior à medida que ele é compartilhado com o restante da organização.

O conhecimento corporativo deve ser identificado, buscado, retido, socializado e internalizado dentro da organização. Apenas tornando esse processo algo constante consegue-se fazer com que a empresa se diferencie competitivamente e torne a gestão do conhecimento que necessita em uma cultura da organização. Sempre que, devido à volatilidade do mercado e o rápido fluxo de informações, deve-se estar atualizando todo esse processo às demandas externas e  internas que surgirem. Para isso, é incentivado que sejam adotadas algumas práticas para facilitar o processo, são elas: criar momentos específicos para disseminação de conhecimento, documentar e gerir conhecimento, treinamentos, adotar uma cultura meritocrática, criar uma universidade corporativa, entre outras, que variam de acordo com a situação da empresa.

No blog da Esag Jr. são publicados, semanalmente, conteúdos sobre gestão empresarial, que oferecem soluções para o dia a dia das empresas e dos empreendedores. Confira nossas últimas publicações e faça o download gratuito de nossos materiais educativos para empresas e empreendedores!

Esag Jr. Consultoria em Administração