Lider Action utiliza ferramenta de Coaching Assessment para formação de líderes e gestão de pessoas

29 de Abril de 2015

Em um mercado cada vez competitivo, o grande desafio das organizações tem sido reter e atrair talentos.

É o que revela estudo da consultoria internacional Hay Group, realizado com 83 companhias brasileiras. De acordo com a pesquisa, 79% das empresas procuram investir no desenvolvimento da carreira de seus colaboradores para, além de motivá-los, evitar perdê-los. Para reverter esta situação, uma das ferramentas que vem ganhando espaço é o coaching assessment. Utilizado por companhias como Nasa, Unilever, Heinz e Unimed, é a aposta da coach catarinense Fernanda Quadros para manter colaboradores qualificados e para aperfeiçoamento pessoal e profissional.

À frente da empresa LíderAction, Fernanda utiliza o método para a formação de líderes. “O coaching assessment pode ser utilizado para diversas finalidades, sejam elas profissionais ou pessoais. O foco que damos à ferramenta é para o autoconhecimento, pois assim podemos traçar as características de cada pessoa e de como ela lidera suas equipes de trabalho. Feito este perfil, podemos trabalhar em cima da forma como o indivíduo se comporta para aperfeiçoar sua conduta de acordo com as necessidades do cargo que ocupa ou pretende ocupar. O coaching é, na realidade, a metodologia que vai levar o profissional a conquistar estes resultados”, explica Fernanda.

Desenvolvida para dar suporte à gestão de pessoas e aos recursos humanos, a ferramenta é baseada na teoria DISC, do psicólogo americano William Marston, que analisa o comportamento dos indivíduos em um determinado ambiente. Segundo seus estudos, existem quatro tipos básicos observados nos seres humanos: dominância, influência, estabilidade e conformidade. Para adequar a tese de Marston às necessidades corporativas, o Instituto Brasileiro de Coaching – responsável pelo coaching assessment – traz uma nova compreensão dos perfis, que passam a ser executor, comunicador, analista e planejador.“Com o coaching assessment, é possível realizar o mapeamento comportamental a fim de maximizar o potencial de cada indivíduo”, assegura Fernanda, que por 15 anos atuou no setor de gestão de pessoas.

O método é especialmente estruturado para a nossa cultura, levando em consideração as variáveis do mercado e dos profissionais brasileiros. Além da formação de líderes, pode ser utilizado para contratação e remanejamento, visto que permite entender como a pessoa se desenvolve e podendo direcioná-la para suas qualificações, aumentando a produtividade e identificando onde cada profissional pode se aperfeiçoar. “São diversas as vantagens do coaching assessment, tanto para empresa, cuja seleção de candidatos será mais assertiva e terá custos reduzidos, quanto para o profissional, que poderá conhecer melhor suas qualificações e gaps de desenvolvimento”, salienta a coach.

Por meio desta ferramenta cujo preenchimento leva, no máximo, 10 minutos, é feita a primeira avaliação do profissional, que fornece mais de 30 informações diretas. Outras, como forma de trabalho, fatores motivacionais e potencial de trabalho, podem ser obtidas com o cruzamento dos dados da entrevista em um processo seletivo, por exemplo. A ferramenta é acessível a todos os profissionais e às empresas, e sua utilização pode culminar nos processos de coaching individual, coaching group e ações de capacitação, desenvolvidos internamente pelas empresas. Profissionais que buscam recolocação no mercado de trabalho podem buscar o método a fim de ter mais foco na busca por um novo desafio.