Governador Carlos Moisés faz balanço de sua gestão em evento do LIDE SC

13 de Novembro de 2019

Inovação, redução de custos e investimentos foram destaque de sua palestra

O último almoço-debate do LIDE Santa Catarina foi encerrado com palestra do Governador Carlos Moisés da Silva para um seleto grupo de empresários na FIESC. 

 

Com 30 anos de carreira no Corpo de Bombeiros este é o primeiro cargo eletivo ocupado pelo atual governador catarinense. Com o desafio de otimizar recursos e tornar o Estado mais competitivo ele compartilhou as dificuldades encontradas ao assumir o comando em janeiro e a nova postura adotada desde então. Entre as ações estão a contratação de secretariado técnico, revisão de contratos, reforma administrativa e implantação de indicadores de desempenho. “A gente começou a estabelecer mudanças de comportamento, inovação, transparência e desburocratização. O nosso objetivo é fazer com que as soluções sejam apresentadas para que o Estado seja mais leve”, destacou.

 

Para lidar com esses desafios, Carlos Moisés diz que o Governo apostou em um secretariado técnico e em outras ações como a Reforma Administrativa, que levou a uma redução de 2.054 cargos comissionados e de confiança. Além disso, desburocratizou processos, o que impulsionou o empreendedorismo no Estado. Um dos exemplos é a digitalização na Jucesc (Junta Comercial do Estado de Santa Catarina), que permite a abertura de empresas em cerca de 40 minutos, e o decreto assinado neste mês que facilita os alvarás para empreendimentos.

 

“São diversas iniciativas do Governo para tornar o estado mais atrativo para investidores, mais competitivo. Assim, Santa Catarina se torna um exemplo de gestão pública para o Brasil”, afirmou.

 

O governador salientou ainda que entre as prioridades da gestão está o fomento a um Estado mais forte e propício ao desenvolvimento das empresas. Nesse sentido, a Junta Comercial do Estado de Santa Catarina (Jucesc) tem facilitado o cotidiano dos empresários. “A criação de uma empresa em Santa Catarina levava 30 dias, 15 dias ou até mais. Hoje a Jucesc de forma 100% digital possibilita a criação de uma empresa em nosso Estado em até 40 minutos”, destacou.

 

Novas medidas como a redução da utilização de papel na administração e a utilização de aplicativo para a compra de combustíveis da frota de veículos do governo gerarão economia estimada de R$ 29 milhões e R$ 5 milhões ao ano, respectivamente. Outros dados apresentados por Carlos Moisés revelam ainda o bom posicionamento de Santa Catarina frente ao cenário nacional, como a projeção de crescimento econômico de 3,9% contra 0,9%; saldo de desemprego 41,7 mil contra 73,4 mil; e taxa de informalidade 22,7% contra 41,5%. Investimentos em segurança pública, educação e saúde também foram abordados pelo governador.

 

Carlos Moisés respondeu perguntas relacionadas a infra estrutura, projeção de ações para os próximos anos, resultado dos cortes de gastos e a tão propagada revisão dos benefícios fiscais concedidos a empresas por governos anteriores. Nesse caso específico o Governador informou já ter feito neste primeiro ano uma economia de R$ 740 milhões. 

 

O presidente do LIDE Santa Catarina, Wilfredo Gomes, reforçou a importância de encerrar o ano recebendo o principal representante político do Estado. “Ao longo de 2019 tivemos encontros importantes para discutir temas como inovação e tendências de mercado. Estamos muito otimistas com o novo ciclo de 2020 e com as possibilidades de crescimento e desenvolvimento por meio de networking entre os principais empresários de Santa Catarina”, afirma.

 

O calendário de atividades deste ano do LIDE Santa Catarina encerra oficialmente no próximo dia 28 de novembro com a cerimônia de entrega do Prêmio Líderes.
 

Clique na galeria para ampliar as imagens

Notícias Relacionadas