Publicidade
Google e Geração Z: Ferramenta de busca perde usuários para outras plataformas
18 de Março de 2024

Google e Geração Z: Ferramenta de busca perde usuários para outras plataformas

A relação do Google e Geração Z está "estremecida"? Usuários estão utilizando outras plataformas para buscar diversas informações; Instagram e TikTok estão no topo.

Publicidade
Twitter Whatsapp Facebook

Segundo um estudo realizado pela plataforma de marketing SOCi e publicado no Marketing Dive, Google e Geração Z não estão com uma relação de fidelidade. Isso mesmo! De acordo com os dados apresentados, Instagram (67%) e TikTok (62%) estão sendo os mais utilizados com as pessoas da Geração Z buscando por algum assunto.

No estudo, o Google aparece na terceira posição, com 61%, de plataforma preferida para realizar buscas, reforçando diversas suspeitas de especialistas de que o domínio da ferramenta está sob ameaça.

Publicidade

“Uma mudança sísmica está remodelando a forma como os consumidores encontram as empresas locais”, comentou Damian Rollison, diretor de insights de mercado da SOCi, de acordo com a publicação. “A velha guarda dos motores de busca está sendo desafiada à medida que os compradores mais jovens recorrem ao Instagram e ao TikTok para pesquisa e descoberta. Para as empresas, uma presença robusta nestas plataformas não é apenas benéfica – é fundamental para ganhar quota de mercado junto dos consumidores mais jovens.”


Redes Sociais levam a melhor em pesquisa; Google e Geração Z não tem mais a mesma relação

O resultado desta pesquisa feita pela SOCi traz o reforço do crescimento de redes sociais, principalmente, entre os jovens da Geração Z, que possuem de 18 a 24 anos. A mudança de comportamento do Google e Geração Z pode ter acontecido depois que as plataformas sociais começaram a ganhar espaço para este público.

“Enquanto a Pesquisa Google e o Google Maps ocupam os dois primeiros lugares na busca por empresas locais em todos os grupos demográficos, o Facebook fica em terceiro lugar, seguido pelo Instagram, TikTok e Snapchat. Mais especificamente, o Facebook domina como plataforma de busca local entre quase dois terços dos consumidores com idades entre 35 e 44 anos e 60% daqueles entre 25 e 34 anos, enquanto o Instagram atraiu 50% e 54% desses grupos, respectivamente”, escreveu a publicação.

O estudo também traz dados sobre a utilização do ChatGPT, que também pode ser uma ameaça para o Google. Inclusive, vale lembrar que o Google está apostando na sua tecnologia de IA, que tem o nome de Gemini AI.

Sobre a busca realizada por um público mais velho, o Google continua no topo como a primeira ferramenta usada para buscar algum assunto. Para termos ideia, 79% da faixa etária de 55 a 64 anos, usam o Google como plataforma principal de busca. Nas outras idades temos: 76% da faixa etária de 35 a 44 anos e 74% das pessoas de 45 a 54 anos.

Agora, o Google Maps é também a principal entre as pessoas que possuem 55 a 64 anos, com 79% das respostas. Nas outras faixas etárias temos: 60% dos usuários com idade entre 55 e 64 anos e 57% das entrevistas com pessoas de 45 a 54 anos

Segundo a publicação, a SOCi, que realizou a pesquisa que chegou à conclusão sobre a relação do Google e Geração Z, conversou com mais de 1.000 clientes, localizados nos Estados Unidos. “As últimas descobertas da SOCi fazem parte do seu Índice de Comportamento do Consumidor de 2024, que explora como os consumidores interagem com as empresas locais online e offline”, finalizou a publicação.

Foto: Unsplash

Publicidade
Publicidade