Filiados do LIDE Futuro SC e LIDE Mulher SC visitam estrutura da Portonave em Navegantes

23 de Novembro de 2017

A Portonave, em Navegantes, é um dos portos mais relevantes da América do Sul. Desde o início das movimentações de contêineres em 2007 até esse ano, a estrutura soma premiações e crescimento constante. Trajetória que foi compartilhada nesta terça-feira (21) com filiados do LIDE Futuro SC e LIDE Mulher SC. O grupo teve a oportunidade de conhecer aspectos específicos da operação do terminal e acompanhar de perto as operações.

Com mais de 400 mil metros quadrados de área e mil funcionários, a Portonave faz parte do Complexo Portuário do Itajaí, dispondo de um cais com 900 metros e capacidade de receber simultaneamente até três navios. Atualmente o terminal tem participação de 54% de movimentação no mercado catarinense, um percentual conquistado com a oferta de diferenciais, como, por exemplo, uma câmera frigorífica totalmente automatizada com capacidade de armazenamento de 50 mil metros quadrados. O grupo de líderes empresariais foi recebido pelo diretor Osmari de Castilho Ribas e pela responsável pela Comunicação Corporativa e Responsabilidade Social da empresa, Melissa Aragão de Souza.

Os visitantes realizaram ainda um passeio guiado pelo cais do terminal que detém, desde 2014, o recorde sulamericano de movimentação de contêineres por hora. Sendo que a maioria das importações são da China, Estados Unidos e Índia, já as exportações têm como destino Estados Unidos, México e China, respectivamente.

Para Lucas Schweitzer, representante do LIDE Futuro, a oportunidade de conhecimento é o principal privilégio proporcionado aos filiados do grupo. “Temos uma grande potência em nosso Estado, que se destaca como líder de toda a Região Sul, e muitas experiências positivas podem ser aprendidas. Sem dúvidas, todos saímos dessa visita encantados e com lições na bagagem”, contou.

Somando mais de 5 mil navios atracados e responsável por movimentar a economia da cidade, a Portonave percebeu também a necessidade de ações de responsabilidade social e ambiental. Uma delas ocorreu em 2016, com a eletrificação dos guindastes responsáveis por movimentar os contêineres no pátio. A mudança de diesel para eletricidade rendeu uma diminuição de 98% de consumo de diesel nesses equipamentos e de 62% em todo o terminal. Liderança e responsabilidade que chamaram atenção do LIDE SC, conforme conta Elisa Fernandez, gerente executiva do grupo. “A nossa intenção é estar cada vez mais próximos de empresas como a Portonave, que tem uma incontestável relevância no mercado. Nesse ano realizamos diversas atividades, visitas e debates com líderes em diferentes setores, justamente proporcionando esse campo fértil para o crescimento de ideias e parcerias, com networking que possa fortalecer o empresariado catarinense e, por consequência, o próprio Estado.”

Confira os depoimentos de alguns participantes: