Eyxo lança "banco da diversidade" para creators

25 de Novembro de 2021

Iniciativa inédita no país abrirá espaço para as marcas que valorizam a diversidade na comunicação

Com o objetivo de falar sobre a importância de marcas e anunciantes terem em conta atributos de diversidade ao escolherem os creators que as representarão em campanhas de marketing, a empresa de estratégias de inovação, Eyxo, lança o primeiro banco de diversidade do segmento.

A Eyxo+ possibilitará aos creators um espaço inédito para se cadastrar e identificar seu perfil indicando, por exemplo, sua identidade de gênero, raça, se é portador de alguma deficiência, orientação sexual ou mesmo região onde mora. As informações serão abertas para clientes e vão ser usadas para garantir a diversidade no mapeamento de creators.

"É um espaço de participação voluntária, desenvolvido para quem deseja se autodeclarar nos espaços de diversidade", explica a CEO da Eyxo, Greta Paz. "Mais do que isso, é uma provocação para as empresas que estão apostando no marketing de influência para potencializar suas ações de comunicação", diz.

Além de promover a inclusão, o banco de diversidade permitirá que a Eyxo forme times de criadores de conteúdos com perfis que representam as reais características da população - o que tende a gerar melhores resultados de engajamento. "Poderemos, por exemplo, garantir a participação de creators LGBTQIA+ em qualquer campanha, trabalhando inclusive com pessoas que não tratam abertamente de questões ligadas à orientação sexual", acrescenta Pedro Maciel, líder da área de creators.

Lançamento

O lançamento do banco de diversidade acontecerá em uma colaboração entre a Eyxo, a Mavo e o Quebrada Queer, primeiro coletivo LGBTQ+ de Rap da América Latina. A empresa irá assinar, junto com a Mavo, o clipe da música "ABC do QQ", do Quebrada Queer.

A música traz em seu discurso, a importância em reconhecer a origem e história para avançar, mantendo a originalidade e legado. O clipe faz analogia ao ensino e educação num país que nega suas raízes e negligencia sua história.

Assista:

 

 

Notícias Relacionadas