Estrela das Olimpíadas de Tóquio, Simone Biles diz o que fez para manter saúde mental na pandemia

19 de Janeiro de 2021

Atleta norte-americana estará nas Olimpíadas de Tóquio neste ano

Imagem: Abelardo Mendes Jr.

 

Simone Biles é a ginasta americana mais vitoriosa da história. Ela ganhou 19 medalhas de ouro no Campeonato Mundial, quatro medalhas de ouro olímpicas e detém o maior número de medalhas mundiais de qualquer ginasta. Esse histórico coloca a jovem entre as maiores atletas da história, seja lá qual for a modalidade.

Aos de 23 anos e com histórico incrível, Biles também enfrentou contratempos incríveis em sua carreira; ela sofreu abuso sexual durante a infância pelo ex-médico de ginástica americano Larry Nassar, agora preso, e cresceu em um orfanato. As novidades e notícias sobre Biles e outras estrelas dos EUA estão aqui.

Esforçando-se para ser uma campeã - da mente da ginástica - Biles se dedicou à terapia e à prática do autocuidado. Em entrevista à revista Forbes, ela falou sobre algumas das suas práticas de bem-estar mental, durante o festival Women's Summit, em dezembro do ano passado. 

Aqui estão as cinco maneiras pelas quais Biles se mantém mentalmente saudável:

1) Vivendo um dia de cada vez
“Eu sempre disse: 'Faça um dia de cada vez', o que me ajudou a manter a sanidade dentro e fora da academia”, diz Biles, citando essa mentalidade como a razão de seu crescimento desde as Olimpíadas do Rio de 2016, onde conquistou todas medalhas de ouro que disputou em solo brasileiro. 

2) Escrevendo metas
No início de cada ano, Biles senta-se com sua mãe para traçar metas de longo e curto prazo. Essa prática permitiu que ela vivesse cada dia a intensidade correta. “Nenhum sonho é grande demais. Lembre-se de anotar seus objetivos porque você sempre vê o quadro maior no final, mas há pequenas peças do quebra-cabeça que se encaixam nessa peça maior ”, diz Biles. “É por isso que me saí tão bem ao longo dos anos: Sim, tenho um grande objetivo no final, mas preciso dar alguns passos para chegar lá.” 

3) Tomar uma posição
Os críticos disseram a Biles que seu papel é ser uma ginasta, não uma ativista. Com 2020 e as dificuldades que ela suportou, ela ganhou confiança para falar, notadamente responsabilizando a USA Gymnastics por seu suposto papel nos anos de abuso sexual infantil que sofreu. 

Seu posicionamento sobre o fortalecimento do movimento negro no mundo foi endossado pelo presidente eleito Joe Biden. “Somos atletas, mas também somos seres humanos. Por que não podemos falar sobre isso? ” pergunta Biles. “Não somos ativistas profissionais, mas temos uma noção do que é certo e errado no mundo e podemos expressar isso".

4) Separar trabalho e diversão
“Encontre sua alegria fora do esporte ou do trabalho, para que não seja a única coisa que te faça feliz. Você vai precisar ter alegrias [fora do trabalho]. Assim, quando você estiver no seu trabalho, certamente fará o melhor que pode ”, diz Biles. 

5) Foco em aspectos positivos
Ver a luz na escuridão é como Biles foi capaz de se reconstruir mais forte depois de se apresentar como uma sobrevivente de agressão sexual em 2018. 
“Concentre-se nos aspectos positivos - isso vai realmente trazer você de volta aos seus pés e mantê-lo avançando”, diz ela. “Eu tento viver por isso.”

 

Notícias Relacionadas